Enem vai dar vaga no Fies

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, já havia antecipado que as vagas teriam prioridade para áreas como Engenharia, Licenciatura e Saúde, mas ainda não havia sido divulgado que a nota do Enem afetaria a chance de acesso ao Fies Na última edição do programa, o Ministério da Educação (MEC) estabeleceu apenas a exigência de nota mínima de 450 pontos no Enem. Passada essa limitação, todos os candidatos concorriam com chances iguais, seguindo a ordem da inscrição. Agora, o desempenho vai contar. Neste semestre, serão 61,5 mil vagas.

Caso o estudante tenha feito mais de um Enem, valerá a edição na qual ele obteve a maior média. Já em caso de notas idênticas, o desempate será determinado a partir de outros critérios, mas na seguinte ordem: maior nota na Redação; em Matemática; em Ciências da Natureza e em Ciências Humanas. A portaria do MEC ainda afirma que critérios “adicionais” poderão ser definidos.

Condições
Uma das condições para obter o Fies é ter feito a prova do Enem, a partir da edição de 2010, obtido média superior a 450 pontos e não ter tirado nota 0 na redação. A portaria, no entanto, reserva 10% das vagas selecionadas em cada curso para dois casos em que essa exigência será dispensada: estudantes que tenham concluído o ensino médio antes de 2010 e não tenham participado do Enem após esse ano e professores da rede pública que não fizeram a prova do Enem a partir de 2010 e se inscreveram nos cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Nesses casos, a classificação será com base em critérios como renda familiar, raça e estudo em escola pública ou privada.

A partir do ano que vem, a exigência de nota no Enem passará a valer para todos os casos, de acordo com portaria publicada em maio pelo MEC. O edital do Fies com a data de início das inscrições deve ser publicada nos próximos dias pelo MEC.

As informações estão em portaria publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, com as regras do Fies que passarão a valer para novos contratos firmados a partir deste semestre. Uma das condições para obter o Fies é ter feito a prova do Enem, a partir da edição de 2010, obtido média superior a 450 pontos e não ter zerado a redação.

A portaria, no entanto, reserva 10% das vagas selecionadas em cada curso para dois casos em que essa exigência é dispensada: estudantes que tenham concluído o ensino médio antes de 2010 e não tenham participado do Enem após esse ano e professores da rede pública que não fizeram a prova do Enem a partir de 2010 e se inscreveram nos cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Nesses casos, a classificação leva em conta critérios como renda familiar, raça e estudo em escola pública ou privada.

A partir do ano que vem, a exigência de nota no Enem passa a valer para todos os casos, de acordo com portaria publicada em maio pelo Ministério da Educação (MEC). A portaria ainda oficializa mudanças anunciadas pelo MEC, que estabelecem prioridade na oferta de vagas para as regiões Norte, Nordeste e Cento-Oeste – excluído o Distrito Federal – e em cursos das áreas de engenharia, saúde e formação de professores. Terão prioridade os cursos com nota 4 e 5 nas avaliações do ministério – a nota máxima é 5. O edital do Fies com a data de início das inscrições deve ser publicada nos próximos dias pelo MEC.

Fascículos para o Enem 2015 do IAM – Arnon de Mello

O Instituto Arnon de Mello (IAM), em parceria com o Sistema de Ensino Ari de Sá, de Fortaleza (CE), está lançando, pelo segundo ano consecutivo, uma série de 17 fascículos semanais destinados a estudantes que estão se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O primeiro fascículo está sendo publicado hoje, e os demais vão circular todas as sextas-feiras, tanto para os assinantes quanto para quem comprar o exemplar avulso da Gazeta de Alagoas nas bancas, até o mês de novembro.

Além do material impresso, que consiste em um simulado com respostas comentadas sobre todos os conteúdos exigidos no Enem, serão disponibilizadas videoaulas na TV Mar, canal 25 da NET, em diversos horários, e também no portal Gazetaweb.

O projeto tem o apoio da Prefeitura de Maceió, Governo do Estado, Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE) e do Sistema Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Para o presidente do IAM, Carlos Mendonça, a realização de mais uma edição do projeto reafirma a qualidade e compromisso da Organização Arnon de Mello (OAM) perante a sociedade alagoana. “Trata-se, provavelmente, de um dos maiores projetos já desenvolvidos pelo Instituto Arnon de Mello”, explica.

Segundo ele, os fascículos oferecem aos estudantes os meios propícios para que eles se preparem para ingressar na universidade. “Enquanto professor, posso afirmar que esse material é um dos mais eficazes que já vi. A intenção do projeto é oferecer para as pessoas que estiverem interessadas em realizar o Enem uma gama de meios oportunos, práticos e eficazes para a aprovação”, ressalta Carlos Mendonça.

Conforme o diretor-executivo da OAM, Luis Amorim, os números do ano passado revelam a importância do projeto para os alunos alagoanos. “Com o conteúdo disponível em diversas plataformas, percebemos que o acesso e absorção desses materiais foram gigantescos. Para se ter uma ideia, somente na Gazetaweb, contabilizamos o montante de mais de 14 milhões de acessos”.

464 Trabalhos Escolares Prontos

Este artigo é enviado por usuários do nosso site, baixar arquivos deste post, fica por conta e risco do próprio usuário.

Pacote contendo vários trabalhos escolares perfazendo um total de 464 arquivos divididos por matérias: Biologia, Espanhol, Geografia, História, Português, Química, Literatura e Inglês ou Português.

Tamanho: 13.4 Mb
Servidor:
Formato: Rar/Doc
Idioma: Português