Louis Vuitton anuncia smartwatch com suporte para Android

Os tempos mudaram: a Louis Vuitton, mais conhecida por suas bolsas, tornou-se concorrente da gigante da tecnologia Apple nesta terça-feira, ao anunciar o lançamento de seu primeiro smartwatch. Desenvolvido para rodar no sistema operacional Android, da Google, o relógio high-tech vai concorrer com o iWatch no segmento conhecido como “wereable tech”, ou seja, aparatos tecnológicos que compõem o guarda-roupa.

Com o nome de Tambour Horizon, o relógio high-tech da Louis Vuitton tem como grande diferencial o estilo: ele pode ser customizado graças a 60 tipos de pulseiras diferentes, enquanto o painel digital pode ser estilizado diante de diversas opções disponíveis para download.

Os preços do Tambour Horizon variam: o relógio em si custa a partir de US$ 2.511, enquanto as pulseiras não saem por menos de US$ 303. Mesmo assim, o modelo passa a ser o relógio mais acessível da grife francesa. O produto ainda inclui os famosos guias de turismo da Louis Vuitton e o aplicativo “My Flight”, para voos de avião.

“Nós não sabemos aonde a indústria de objetos conectados está indo, mas sabemos que será algo gigante. Você pode ou sentar na calçada e assistir, ou você pode mergulhar fundo e ser um protagonista”, comentou ao site “Business of Fashion” o CEO da Vuitton, Michael Burke, sobre o lançamento.

Mesmo assim, alguns especialistas no mercado de luxo responderam de forma cética ao lançamento. Além da Louis Vuitton, grifes como Tag Heuer, Bulgari e Montblanc já haviam lançado seus smartwatches. Resta saber se tais marcas, associadas mais à durabilidade e ao apelo atemporal de seus produtos, vão conseguir fazer frente a um mercado movido por inovações e atualizações constantes.

Aprenda a editar fotos incluindo a mesma pessoa várias vezes no Photoshop

Chromebooks são computadores feitos para trabalhar o tempo todo conectado, mas também servem para imprimir documentos offline. Notebooks com Chrome OS, porém, trabalham com impressoras de forma diferente em comparação a PCs Windows ou Mac. Isso porque o sistema do Google prioriza equipamentos cadastrados no Google Cloud Print, serviço de impressão remota da empresa que permite usar impressoras Wi-Fi à distância, conectadas à nuvem. Aprenda, então, a fazer cópias físicas de arquivos no Chromebook.

1. Antes de qualquer coisa, é preciso configurar uma impressora ao Google Cloud Print usando um computador convencional Windows ou Mac – veja como;

2. Feito isso, certifique-se de que o seu Chromebook ganhou acesso à impressora. No Chrome OS, acesse as configurações;

3. Role a página até o rodapé e acesse as configurações avançadas;

4. Gerencie seu Google Cloud Print;

5. Verifique se a impressora configurada no Passo 1 está disponível para uso;

6. Caso negativo, lembre-se que é preciso usar a mesma conta do Google no Cloud Print e no Chromebook. Se tudo estiver funcionando bem, abra um documento qualquer para testar e imprima com o comando Ctrl+P;

7. Na tela de impressão, clique em “Alterar” no destino da impressão;

8. Selecione sua impressora do Google Cloud Print e imprima o documento normalmente.

Google: O Chrome não restaurou as abas? Confira como recuperá-las

Google Chrome tem um gerenciamento de sessões nativo, mas que não está a prova de falhas. Seja por problemas no próprio navegador ou por erros do sistema operacional, é possível que o usuário perca suas abas ao reiniciar o browser. Contudo, não há motivo para pânico: algumas ferramentas embutidas e também extensões podem ajudar a recuperar os sites abertos. Veja neste tutorial algumas soluções.

Restaurar a partir do histórico

Se a janela de restaurar abas do Chrome não apareceu ao reiniciar o navegador, o usuário pode recuperar seus sites seguindo o passo a passo a seguir:

Passo 1. Clique no menu de três pontos, localizado ao lado da barra de endereços;

Passo 2. Aponte o mouse sobre a opção ”Histórico”;

Passo 3. Procure pela opção “x guias”, sendo ”X” o número de sites abertos no momento do erro. Clique nessa alternativa para recuperar;

Dica: é possível restaurar as suas abas mais rapidamente por meio do comando “Ctrl+Shift+T”. Ao pressionar as três teclas juntas, o Chrome abrirá os sites acessados antes do erro.

Outra opção é tentar recuperar os sites individualmente usando o histórico completo do navegador. Para acessá-lo, pressione “Ctrl+H” ou acesse “Menu > Histórico > Histórico”.

Pronto! Agora você já sabe como recuperar as abas do Google Chrome sem instalar nada no navegador.

Com o plugin Session Buddy

A extensão Session Buddy está disponível gratuitamente na Chrome Web Store. O complemento grava as sessões do usuário no computador, exibindo ainda os sites que foram abertos em cada uma delas. De forma geral, trata-se de um recurso mais preventivo, com funcionamento mais confiável do que o gerenciador nativo do navegador. Veja como usar.

1. Na página de download da Session Buddy, clique em “+Usar no Chrome”;

2. Uma janela de confirmação aparecerá. Clique em “Adicionar extensão”. Note que o ícone do complemento aparecerá ao lado da barra de endereços no fim da instalação;

3. Quando tiver um problema ou quiser reabrir uma sessão, clique no ícone da Session Buddy;

4. Uma janela será aberta e o usuário poderá acompanhar todas as sessões salvas pelo complemento no lado esquerdo da tela. Clique na que deseja recuperar;

5. Para reabrir as páginas, clique em “Open” e escolha se deseja abrir em uma nova janela (One window) ou na mesma janela (This window);

Dica: é possível salvar uma sessão para acessá-la quando quiser e impedir que o complemento apague o registro. Para isso, clique em “Save” e dê um nome para o grupo na janela que se abrirá;

Pronto! Agora você já sabe usar a extensão Session Buddy para recuperar seus sites no Google Chrome.

Chromecast: saiba como conectá-lo o usando o adaptador Ethernet do Google

O Google liberou silenciosamente um adaptador Ethernet para o Chromecast e, embora possa parecer um contrassenso usar rede cabeada em vez de Wi-Fi, o dispositivo é útil em cenários onde as conexões sem fio possuem sinal fraco ou são defasadas. Com esse periférico, é possível obter as melhores conexões para o Chromecast.

Além disso, ele permite ter uma conexão mais estável, sem as oscilações comuns em redes wireless. Para ajudá-lo a melhorar a conexão do seu gadget, esse tutorial mostrará como fazer para conectar o Chromecast usando o adaptador Ethernet do Google.

A loja do Google ainda não vende adaptador ethernet para o Chromecast no Brasil. No entanto, como ele possui um preço baixo, pode ser comprado diretamente e importado sem pagar impostos, pois possui valor inferior ao que normalmente é tributado.

O adaptador Ethernet pode ser muito útil para os proprietários do Chromecast que possuem os seguintes cenários:

  • Quem não tem um roteador sem fio em casa;
  • Sinal sem fio ruim perto da TV;
  • Qualidade do sinal sem fio não é boa;
  • Quem está transmitindo vídeos de 1080p de alta qualidade com o Chromecast;
  • Quem não está satisfeito com a qualidade da conexão Wi-Fi para o Chromecast.

Se você está em um dos cenários acima, veja a seguir como fazer para conectar o Chromecast usando o adaptador Ethernet do Google:

1. Plugue o conector Micro USB do adaptador Ethernet para Chromecast na porta Micro USB no Chromecast. No final, verifique se o conector Micro USB está inserido corretamente no seu Chromecast;

2. Conecte uma extremidade do cabo Ethernet na entrada correspondente e a outra ponta no roteador da sua rede. Observe que para funcionar, as duas extremidades de qualquer cabo Ethernet devem ser idênticas;

3. Conecte o Chromecast na porta HDMI da sua TV;

4. Por fim, conecte o adaptador Ethernet para Chromecast em uma fonte de energia. Não há necessidade de fazer configurações para o adaptador: Basta ligar e jogar.

Pronto! Seu Chromecast já está conectado através do adaptador Ethernet para Chromecast e você já pode usá-lo normalmente. Divirta-se!

Saiba como permitir que acessem seus e-mails do Gmail sem dar a sua senha

O Gmail conta com uma função chamada “Delegação de E-mails”, que permite que outros leiam, deletem e enviem mensagens em seu nome sem a necessidade de informar a sua senha. Contas pessoais podem ter até 10 pessoas com essa permissão, já as de uso corporativo suportam até 25. Apesar de ter acesso a algumas funções, o administrador não é capaz de bater-papo com contatos do titular via Hangouts, nem alterar a senha ou qualquer outra configuração da sua conta Google.

As pessoas autorizadas passam a receber as suas mensagens em seus próprios e-mails e, caso respondam alguma, o endereço dela será exibido para o destinatário (Exemplo: enviado por usuariodelegado@gmail.com). Configurar essa função só é possível pelo navegador, não havendo essa opção no app. Confira como é fácil.

1. Acesse o serviço do Gmail por meio do site. Caso não esteja com login ativo, insira o endereço de e-mail, depois, a senha, e clique em “Seguinte”;

2. Depois de acessar a sua conta, clique sobre o ícone de engrenagem, situado no lado superior direito e selecione a opção “Configurações”;

3. Na página seguinte, selecione a aba “Contas e Importação”;

4. Na seção “Conceder acesso à sua conta”, clique em “Adicionar outra conta”. De acordo com o serviço, no caso de contas corporativas, essa opção pode estar restrita a apenas alguns perfis. Portanto, caso não consiga visualizá-la, é necessário que entre em contato com o administrador;

5. Uma nova janela se abrirá. Nela, digite o endereço de e-mail de quem você deseja adicionar como delegado e, em seguida, clique sobre “Próxima etapa”;

6. Confirme se o endereço de e-mail está correto e, caso realmente queira tornar a pessoa administradora de sua conta, clique em “Enviar e-mail para conceder acesso”;

7. Uma mensagem de confirmação aparecerá na tela. Agora é só esperar que o delegado aceite o convite, que expira em uma semana. De acordo com o Google, pode levar até 24 horas para que você a veja como delegado.

Para o delegado:

8. A pessoa escolhida receberá um e-mail informando que você concedeu acesso a sua conta do Gmail. Para se tornar um administrador, basta que ela clique no link para aceitar;

9. Uma nova aba abrirá no navegador e, nessa nova tela, é necessário clicar em “Confirmar”;

10. Uma mensagem de confirmação aparecerá na tela, informando que o processo de verificação leverá até 30 minutos para ser concluído.

Depois disso, o delegado receberá os seus e-mail e poderá respondê-los e excluí-los, se quiser.

Caso se arrependa e não queira mais garantir o acesso de terceiros às suas mensagens, basta acessar novamente a seção “Conceder acesso à sua conta” da guia “Contas e importação” (passo 4) e clicar em “excluir”, ao lado do nome da pessoa que deseja remover.

Aprenda como usar a Cortana como assistente pessoal padrão no celular Android

Cortana pode ser manuseada como assistente pessoal padrão no Android. Ao reprogramar o botão Home, o software da Microsoft assume o lugar do Google Now ou do Google Assistente no dispositivo, criando um atalho em qualquer tela para acessar lembretes, compromissos e comando de voz. A alternativa é útil para quem usa Windows 10 no PC e quer sincronizar suas informações no smartphone.

O passo a passo a seguir requer a instalação e configuração prévia do app da Cortana no celular. O procedimento abaixo é válido para smartphones rodando o Android 6.0 Marshmallow ou superior.

1. Acesse as configurações do Android e vá até a opção “Aplicativos”. Em seguida, toque no ícone de engrenagem na parte superior.

2. No item “Assistência e entrada por voz”, toque em “App de assistência”.

3. Veja que o Google está definido como padrão, mas você pode selecionar a Cortana. Vai abrir uma janela que começa com a mensagem “Tornar Cortana seu assistente?” Confirme a mudança tocando em “Concordo”.

4. A partir de agora, ao manter o botão de início do seu celular pressionado, o Android abrirá a Cortana no lugar do Google.

A dica é importante para quem usa Windows 10 porque permite usar o mesmo assistente no PC e no celular. Ao inserir um lembrete, nota ou compromisso no computador, o mesmo conteúdo aparece na Cortana para Android com um atalho no Home.

Aprenda como melhorar a precisão do Google Maps no Android

Melhorar a precisão do Google Maps nos celulares com Android costuma ser uma tarefa simples, inclusive com duas formas distintas de realizar. Os procedimentos são indicados para otimizar alguns recursos do app, como o modo direção e as rotas a pé, que necessitam da sua localização exata para guiá-lo corretamente.

O tutorial a seguir mostra o passo a passo de como ativar o modo de alta precisão no smartphone e calibrar a bússola no próprio aplicativo de mapas do Google. Veja como realizar os ajustes e se locomova para qualquer lugar com maior facilidade.

Ative o modo de alta precisão do Android

1. Entre na bandeja de aplicativos do Android e toque em “Configurar”. Deslize a tela para baixo até “Localização”. Dê um toque sobre essa opção.

2. Entre em “Modo”. E, em seguida, selecione o modo “Alta precisão”.

Agora, seu celular já está configurado para que o Google Maps determine sua localização de forma mais precisa, por meio do acesso a diferentes redes.

Calibre a bússola no Google Maps

1. Abra o Google Maps e dê um toque em cima do círculo azul que indica sua localização. No menu que será expandido, entre em “Calibrar a bússola do ponto azul”.

2. O aplicativo mostrará o movimento necessário para calibrar a bússola. Você deve mover o celular no formato de um “8″, pelo menos três vezes ininterruptas. Uma mensagem indicará quando a bússola estiver calibrada.

Use essa ferramenta sempre que o feixe do ponto azul estiver muito amplo ou apontando para uma direção errada.

Smartwatch Polar M600

Smartwatch esportivo à prova d’água, o Polar M600 é o mais recente lançamento da marca finlandesa no Brasil. Utiliza plataforma Android Wear para smartwatch do Google e conta com tecnologia de frequência cardíaca óptica da Polar, que fornece a medição baseada em pulso por meio de seis LEDs , além de GPS integrado, monitoramento de atividade 24 horas por dia e todos os recursos do Polar Smart Coaching.

O Polar M600 possui um design estiloso e elegante, com tela touch colorida de 1,3 polegadas, botão frontal para controlar o treino de forma rápida e fácil, e pulseira de silicone. A bateria tem autonomia de mais de 48 horas quando conectado a dispositivos Android.

Além das informações sobre treinamento, atividades diárias e exercícios, é possível utilizar controle por voz, personalizar o mostrador de relógio, visualizar notificações de calendário, responder mensagens de texto e instantâneas com um smartphone Android, visualizar feeds de redes sociais e acessar mais de quatro mil aplicativos no Google Play. Para isso, o Polar M600 oferece 4GB de armazenamento interno e permite sincronizar músicas do Google Play para ouvir sem o smartphone.

A previsão é que o Polar M600 esteja disponível para compra na loja virtual da marca e em redes de artigos esportivos já a partir deste mês de abril.

Preço sugerido: R$ 1.699

Smartphone com Android: confira algumas funções escondidas do sistema do Google

Os celulares com Android têm várias funções que ficam escondidas no sistema. As ferramentas nativas são capazes de melhorar a experiência de uso com os smartphones, mas descobri-las requer tempo e curiosidade. Com estes recursos, é possível acessar o WhatsApp a partir do celular de um amigo, inserir mensagens na tela de bloqueio e até encontrar jogos secretos.

Veja, na lista abaixo, dez funções escondidas do sistema do Google. As dicas são válidas para o Android 7.0 Nougat e Android 6.0 Marshmallow, as mais recentes versões da companhia, e dispensam o download de outros aplicativos.

1. Jogos escondidos

O Android traz Easter Eggs com jogos escondidos em cada nova versão. Para acessar o game secreto, vá em “Configurar” > “Sobre o telefone” e dê três toques rápidos em cima de “Versão do Android”. No Marshmallow, aparecerá um grande M, enquanto no Nougat, surgirá um N. Toque repetidamente sobre esta área por alguns segundos e, depois, dê um toque longo sobre ela.

O game oculto do Android 6.0 Marshmallow é no estilo do Flappy Bird, e começa imediatamente após o procedimento acima. Já na versão 7.0, um emoji de gatinho aparecerá embaixo do N, ativando o game no telefone. Para jogar, expanda a barra de notificações, clique em “Editar” e mantenha pressionada a opção “???? Android Easter Egg”, que terá o mesmo gatinho como ícone. Veja como encontrar o jogo escondido no Android Nougat em detalhes.

2. Acesse seus apps pelo celular de um amigo

O Android conta com recurso de usuário convidado, que permite acessar aplicativos e arquivos de um celular por meio de outro smartphone (também com a plataforma do Google). Para isso, vá em “Configurar” > “Usuários” e dê um toque sobre “Convidado”.

O sistema imediatamente irá alternar para um usuário “limpo”, contendo os apps já instalados no dispositivo. A partir daí, basta fazer o login na sua conta Google e em outros serviços, como Facebook e WhatsApp, para ter acesso às informações desejadas.

3. Saiba exatamente o quanto de bateria ainda resta

O percentual de bateria na barra de notificações nem sempre dá uma ideia clara sobre a quantidade de energia que o celular ainda tem. Se você quer saber o tempo que falta para o telefone desligar, uma dica é ir em “Configurar” > “Bateria”.

O Android diz o tempo estimado para a bateria acabar, além de indicar o consumo de cada aplicativo. Tocando nos gráficos ainda é possível analisar com quais recursos o smartphone gastou energia desde a última vez 100% carregado.

4. Ative o modo economia de bateria

O modo de economia de bateria é uma ferramenta nativa do Android que reduz o consumo em até 30%. Esse resultado é obtido por meio da redução do desempenho, nível de vibração, serviços de localização e apps rodando em segundo plano, o que significa que ele afeta a experiência de uso.

Se você está precisando de uma ajuda extra na autonomia do celular, vá em “Configurar” > “Bateria”, clique no ícone do menu (três pontinhos) e selecione “economia de bateria”. Mude a chave para a posição ativada e note que as barras superior e inferior mudarão para a cor laranja, além de o brilho da tela ser reduzido.

5. Insira uma mensagem na tela de bloqueio

Você pode definir uma mensagem simples para ser exibida na tela de bloqueio do Android. Ela pode ser bastante útil em caso de perda do smartphone, já que a pessoa que o encontrar não poderá acessar seus dados devido à senha.

O caminho para fazer isso é ir em “Configurar” > “Segurança” e tocar em “Mensagem de bloqueio”. Insira ali uma informação pessoal que permita a quem achar seu dispositivo entrar em contato, como um segundo número de telefone ou e-mail, e toque em “Salvar”.

6. Encripte todos os arquivos do seu telefone

O Android permite encriptar todos os arquivos do seu dispositivo de uma só vez, o que é bastante útil para quem trabalha com dados sensíveis e precisa de uma camada extra de segurança. Vá em “Configurar” > “Segurança” e deslize a tela até chegar em “Codificação”. Toque em “Codificar telefone” e, na tela seguinte, pressione o botão com o mesmo rótulo. A codificação só é feita com a bateria em 100% e o carregador conectado ao smartphone.

7. Mantenha o celular desbloqueado enquanto ele está com você

Bloquear o celular com uma senha ou um padrão é uma medida de segurança, mas desbloqueá-lo a todo momento pode ser bastante irritante. Para evitar inconvenientes, o usuário pode ativar o “Smart Lock”, uma ferramenta que identifica quando o aparelho está junto ao dono, graças a indicadores de confiança.

Você pode escolher que o smartphone fique desbloqueado quando está no seu bolso, em um lugar confiável, conectado a um dispositivo conhecido, ou usar o reconhecimento facial ou de voz. A ativação é feita em “Configurar” > “Segurança” > “Smart Lock”. Ao tocar na última opção, uma tela explicando o que é o recurso será exibida. Toque na seta de voltar e, então, selecione a sua opção de desbloqueio preferida.

8. Configure links para abrirem em páginas na web em vez de apps

Por padrão, clicar no link que remeta a um aplicativo instalado faz com que o Android abra o conteúdo dentro do app, como ao tocar sobre um endereço do Facebook, por exemplo. No entanto, às vezes, é mais conveniente que a ação seja executada a partir do navegador. Felizmente, é possível definir essa preferência nas configurações do sistema.

No menu “Configurar”, abra a opção “Aplicativos” e toque no ícone de engrenagem. Entre em “Links do app”, escolha a aplicação que desejar e pressione o botão “Limpar padrões”. Dessa forma, ao clicar em um link, você terá a opção de abri-lo com o browser.

9. Bloqueie notificações de apps específicos

Desativar o recebimento de notificações de alguns apps pode ser uma ótima maneira de lidar com o excesso de alertas. Acesse “Configurar” > “Som e notificações” e localize o menu “Notificações de apps”.

Uma lista com todos os aplicativos instalados será mostrada. Entre nos apps que deseja silenciar e mude a chave “Bloquear tudo” para a posição ligada. Você deixará de receber notificações desses serviços, mas ainda pode entrar neles sempre que desejar para ver atualizações.

10. Veja notificações antigas

É comum limpar notificações quando se está muito ocupado e, depois, se arrepender por querer vê-las novamente e não lembrar do que se tratavam. Se isso ocorre muito com você, use o widget de configurações do Android para ter na sua tela inicial o registro de todas as ações realizadas no celular.

Dê um toque longo na tela inicial e selecione “Widgets”. Encontre o app “Configurar” na lista e arraste-o para dentro da tela. Deslize o dedo para baixo, até chegar em “Registro de notificação”, e selecione essa opção. Como a ferramenta captura outras ações além das notificações, ela pode ser útil para identificar quando alguém usou seu celular sem sua permissão.

Aprenda a ouvir músicas do YouTube em segundo plano no celular sem baixar apps

O Chrome para celular com Android ou iPhone (iOS) é uma solução para os usuários que costumam ouvir músicas do YouTube  e gostariam de realizar outras tarefas ao mesmo tempo. O navegador do Google, ao contrário do app próprio do YouTube, permite que um vídeo continue sendo reproduzido em segundo plano no smartphone.

Veja, no tutorial a seguir, o passo a passo de como configurar o Google Chrome no seu Android para ouvir músicas do YouTube enquanto navega no Facebook, joga seus games favoritos ou troca mensagens pelo WhatsApp. O procedimento também pode ser feito em aparelhos da Apple.

1. Abra o aplicativo do Chrome no seu celular. Clique no menu, representado por três pontinhos e, em seguida, marque a caixa “Versão para desktop”.

2. Digite a URL do YouTube na barra de endereços do Chrome. Procure a música desejada e aperte o play.

3. Abra qualquer outro aplicativo – neste exemplo, o Facebook – e note que áudio permanece em execução. Um ícone de caixa de som ficará na barra de notificações. Para pausar a música, basta abrir a cortina de notificações e tocar sobre o ícone de duas barras.

Agora você já sabe executar músicas do YouTube em segundo plano no celular de forma simples com o Google Chrome.