Aprenda a editar fotos incluindo a mesma pessoa várias vezes no Photoshop

Chromebooks são computadores feitos para trabalhar o tempo todo conectado, mas também servem para imprimir documentos offline. Notebooks com Chrome OS, porém, trabalham com impressoras de forma diferente em comparação a PCs Windows ou Mac. Isso porque o sistema do Google prioriza equipamentos cadastrados no Google Cloud Print, serviço de impressão remota da empresa que permite usar impressoras Wi-Fi à distância, conectadas à nuvem. Aprenda, então, a fazer cópias físicas de arquivos no Chromebook.

1. Antes de qualquer coisa, é preciso configurar uma impressora ao Google Cloud Print usando um computador convencional Windows ou Mac – veja como;

2. Feito isso, certifique-se de que o seu Chromebook ganhou acesso à impressora. No Chrome OS, acesse as configurações;

3. Role a página até o rodapé e acesse as configurações avançadas;

4. Gerencie seu Google Cloud Print;

5. Verifique se a impressora configurada no Passo 1 está disponível para uso;

6. Caso negativo, lembre-se que é preciso usar a mesma conta do Google no Cloud Print e no Chromebook. Se tudo estiver funcionando bem, abra um documento qualquer para testar e imprima com o comando Ctrl+P;

7. Na tela de impressão, clique em “Alterar” no destino da impressão;

8. Selecione sua impressora do Google Cloud Print e imprima o documento normalmente.

Facebook: Saiba como desativar todas as notificações da rede social no PC e evitar distrações

O Facebook, por padrão, notifica o usuário sobre novas mensagens, posts em grupos e outras atividades. Os alertas podem incomodar quem costuma deixar a página da rede social aberta no navegador ou em segundo plano. Além do som da notificação, dependendo do browser, a aba pode ficar ”piscando” e tirar a sua atenção de outras tarefas no trabalho ou nos estudos.

É possível configurar as notificações do Facebook. Com isso, o usuário é avisado apenas sobre o que é interessante. Veja no tutorial como configurar o Facebook para enviar o menor número de notificações possíveis. Os ajustes foram feitos no PC, mas as alterações também se aplicam ao app da rede social para celulares.

1. Acesse a sua conta no Facebook e abra as notificações. Em seguida, clique em “Configurações”;

2. Agora, na página de configurações de notificações, desative todos os sons, notificações de aniversários, lembranças, atividades dos seus melhores amigos e defina as marcações apenas para “Amigos”;

3. Em “Vídeos ao vivo”, selecione a opção “Todas desativadas”. Em seguida, à direita de “Atividades de grupos”, clique em “Editar”;

4. Desative a notificação de grupos que você participa e clique sobre o “x”, no canto superior direito da janela, para voltar à página anterior;

5. Por fim, clique em “Editar”. Em “Atividades e solicitações de aplicativos”, desative as notificações dos apps que não deseja receber avisos.

Pronto! Com essas dicas, você poderá configurar o Facebook para enviar o menor número de notificações possíveis ou apenas aquelas que mais interessam.

Aprenda como usar a Cortana como assistente pessoal padrão no celular Android

Cortana pode ser manuseada como assistente pessoal padrão no Android. Ao reprogramar o botão Home, o software da Microsoft assume o lugar do Google Now ou do Google Assistente no dispositivo, criando um atalho em qualquer tela para acessar lembretes, compromissos e comando de voz. A alternativa é útil para quem usa Windows 10 no PC e quer sincronizar suas informações no smartphone.

O passo a passo a seguir requer a instalação e configuração prévia do app da Cortana no celular. O procedimento abaixo é válido para smartphones rodando o Android 6.0 Marshmallow ou superior.

1. Acesse as configurações do Android e vá até a opção “Aplicativos”. Em seguida, toque no ícone de engrenagem na parte superior.

2. No item “Assistência e entrada por voz”, toque em “App de assistência”.

3. Veja que o Google está definido como padrão, mas você pode selecionar a Cortana. Vai abrir uma janela que começa com a mensagem “Tornar Cortana seu assistente?” Confirme a mudança tocando em “Concordo”.

4. A partir de agora, ao manter o botão de início do seu celular pressionado, o Android abrirá a Cortana no lugar do Google.

A dica é importante para quem usa Windows 10 porque permite usar o mesmo assistente no PC e no celular. Ao inserir um lembrete, nota ou compromisso no computador, o mesmo conteúdo aparece na Cortana para Android com um atalho no Home.

Como adotar um bom antivírus? confira aqui!

Possuir um antivírus de qualidade instalado no pc, seja ele, pago ou gratuito, é fundamental para evitar que malwares infectem a máquina e operem uma série de golpes que quase sempre causam grandes prejuízo financeiro. Os vírus podem capturar dados bancários, bloquear arquivos ou mesmo transformar a máquina em zumbi, realizando operações remotas. Recentes casos como o ataque ransomware em escala global WannaCry aumentaram a preocupação dos usuários de Windows — principal alvo de hackers — que buscam softwares de segurança. Separamos nove dicas decisivas na hora de escolher um bom antivírus.

Conversamos com Thiago Marques, pesquisador da Kaspersky, e Aloísio Marinho, engenheiro de Vendas da Trend Micro, duas empresas de antivírus, para reunir dicas importantes na hora de escolher um para o seu computador ou celular.

Laboratório no Brasil

Cultura local é uma isca para atrair vítimas. Temas tão brasileiros como FGTS, nas mãos de analistas estrangeiros, podem passar despercebidos. Especialistas voltados para a região facilmente os detectam e colocam uma bandeira vermelha. O ideal é que a empresa não conte apenas com um escritório de vendas no país, mas com um laboratório. “Ter uma pessoa que está dentro do país ajuda a fazer esse trabalho de pesquisas por novas ameças de maneira mais fácil e rápida. Quando houve o desastre com a Chapecoense, sabíamos que haveria uma avalanche de ataques relacionado a esse assunto”, diz Marques, da Kaspersky.

Marinho, da Trend Micro, lembra que a maioria das empresas de antivírus não são brasileiras. Cabe ao usuário buscas por aquelas com representatividade técnica no Brasil. “Essas empresas mantêm pesquisadores, responsáveis por descobrirem novos vírus e ameaças além de novas formas de se protegerem, em qualquer país que seja. O cibercrime assim como o crime tradicional conta com técnicas locais, tornando difícil que alguém de fora, entenda de fato essas ameaças, afirma.

Pago ou Grátis?

Quase sempre antivírus grátis são o suficiente para PCs domésticos. Os pagos, porém, oferecem recursos específicos que atendem demandas de usuários exigentes como VPNs, modo compatível com jogos e outros recursos.

“Hoje, falando das proteções básicas, como scanner de arquivos e processos ou golpe de phishing, quase todas as soluções de antivírus grátis oferecem esse tipo de proteção. Para o usuário comum isso pode ser suficiente. O grande diferencial da versão paga são os modos específicos para ransomware, proxy malicioso, VPNs, carteira de senhas e etc. Vai mais do perfil do usuário e do tipo de uso do computador”, explica Marque. Servidores necessitam de outros tipos de cuidados.

Nome Confiável

Mais importante que o valor pago pela proteção, porém, é a confiabilidade. Escolha antivírus de empresas sempre ativas em pesquisas e por dentro de todos os assuntos de segurança, vazamentos e falhas exploradas por hackers.

“O usuário precisa escolher empresas que tenham nome no mercado, que vê sempre ativa em pesquisas e todos os assuntos de segurança. Tem até antivírus falsos que se passam por verdadeiros”, diz Marques. “É muito importante que seja realizada uma etapa de pesquisa. Pesquise sobre o fornecedor de antivírus e procure fóruns em que a empresa divulgue novidades e informações”, completa Marinho. Sendo assim, é como fazer uma pesquisa pela compra de um carro, ou outro bem importante, a marca/fabricante vai definir parte do seu valor.

Software Falso

Faça uma pesquisa aprofundada e vá direto ao site do fabricante. Alguns antivírus falsos, com nomes e ícones bem parecidos, tentam se aproveitar dos internautas mais leigos. “Avaliar a empresa por trás do software é até mais importante do que saber se ele é pago ou gratuito”, explica Marques. As falsas soluções são perigosas.

Marinho aponta ainda que compartilhar suas dúvidas com a comunidade é fundamental. “Sites como o virustotal.com podem também ajudar nesta tarefa. Se a empresa que você escolheu como fornecedora está á, isso é um indicador positivo”, ensina. “Além disso, o site conta com motores de antivírus. Caso, por exemplo, seja enviado um arquivo, várias empresas de antivírus irão fazer um teste de verificação para checar se é malicioso ou não”, completa. Sendo assim, as fabricantes que se oferecem a colocar motores nesses sites, estão compartilhando suas detecções e sua inteligência com a comunidade de segurança, o que mostra a disponibilidade da empresa em colaborar com informações.

Referência de Institutos Terceiros

Sites de instituições como o av-test (www.av-test.org), av-comparatives (av-comparatives.org), entre outros, fazem a análise de softwares antivírus de vários fabricantes e dão um panorama do nível de proteção, performance e usabilidade.

“Existem relatórios mais complexos, em que se tem acesso às informações sobre desempenho, quantidade de detecção, tipos de vacinas e etc. Verificar se a empresa escolhida está bem posicionada nos resultados e relatórios é um parâmetro importante a ser observado no momento da escolha”, avalia Marinho.

Saiba como criar um vídeo com Studio, editor de vídeo da GoPro para PCs

A GoPro tem um editor de vídeos para PC chamado GoPro Studio, que é gratuito e fica “escondido” dentro do Quik, outro software que também funciona com editor, mas só aceita imagens captadas em câmeras GoPro. O Studio, por sua vez, aceita imagens com variados formatos.

O programa é bem básico e ainda assim consegue ser completo, porque conta com as funções mais importantes de um editor. O melhor é que, além de grátis, o Studio não imprime nenhuma marca d’água, se mostrando um dos melhores editores de vídeos gratuitos disponíveis para PC.

1. Quando você baixa o Quik para PC, o software instala paralelamente o Studio. Por isso, baixe e instale o Quik para PC..

2. Com o programa aberto, clique em “Importe New Files”, no canto superior direito, para importar o arquivo bruto que deseja editar;

3. Em seguida, a selecione cada arquivo bruto e clique em “Add clip to convert list” e depois em “Convert All”, no canto inferior esquerdo. O programa irá realizar a conversão um a um;

4. Quando o processo terminar, clique em “To Step 2”;

5. Agora, você poderá escolher entre usar um template pré definido, ou fazer um vídeo do zero. Nesse tutorial, iremos reproduzir o processo de fazer do zero. Então clique em “Blank Tamplete” e, em seguida, em “Create”;

6. Arraste os vídeos até o local onde as imagens devem ser colocadas, sinalizado por um ícone de câmera. Para cortar o material bruto e usar somente o que deseja, toque no ícone de gilete, e exclua o que quiser cortar clicando em delete, no teclado.

7. É possível adicionar efeitos de transição como “Fade in” e “Fade out” no quadro situado no canto superior esquerdo. Cada vídeo pode ser melhorados com efeitos que ficam no canto inferior esquerdo.

8. Para adicionar músicas ou qualquer tipo de áudio, clique em “Media”, no canto superior direito, escolha o arquivo do seu computador, e arraste para linha de áudio, sinalizada por um microfone.

9. Se quiser adicionar alguma legenda, clique em “Title”, no canto superior direito. Escreva o texto que deseja e altere as configurações da fonte no canto esquerdo da tela. Por último, adicione o arquivo a timeline, assim como foi feito com as imagens e o áudio, arrastando o arquivo para o ícone de T, como mostra a imagem.

10. Por fim, para exportar o vídeo clique em “Step 3 Export”, escolha a configuração ideal para finalidade que deseja e depois em “Export” novamente.

Pronto! Agora você pode editar seu vídeos com facilidade usando um programa simples e intuitivo.

Saiba como usar o bloqueio dinâmico do Windows 10 para proteger seu PC

O Creators Update do Windows 10 adicionou uma nova forma de manter o seu computador protegido. Trata-se do bloqueio dinâmico, que utiliza o pareamento via Bluetooth com um celular para determinar quando o usuário está perto ou não da máquina. Assim, não é mais preciso ter que se preocupar em bloquear o PC com senha toda vez que sai de casa ou do trabalho. Confira neste tutorial do TopNovas como ativar o Dynamic Lock e proteja seu computador.

Como o bloqueio dinâmico funciona? E o que é preciso?

Para usar o Dynamic Lock no Windows 10, o usuário precisa de um PC com conectividade Bluetooth e um celular com Android, iOS ou Windows Mobile. Feito isso, é necessário parear os dispositivos, conforme mostraremos a seguir, e mantê-los conectados constantemente. Enquanto o smartphone estiver por perto, o sistema manterá o computador desbloqueado.

Quando celular e PC perdem a conexão, o bloqueio dinâmico entra em ação, “trancando” o sistema operacional e exigindo a senha (se ativada) para o uso. Antes de ativar o recurso, contudo, o usuário deve levar em consideração o campo de alcance da conexão Bluetooth, que normalmente é de até 10 metros.

Como usar o bloqueio dinâmico

Etapa 1. Pareando o PC e o celular

1. Abra as configurações do Windows e clique em “Dispositivos”;

2. Na guia “Bluetooth e outros dispositivos”, clique na chave para ativar o Bluetooth;

3. Clique em “Adicionar Bluetooth ou outro dispositivo”. Nesse momento, confira se o Bluetooth do celular está ativado e visível;

4. Clique na opção “Bluetooth” na janela que se abre;

5. O Windows começará a procurar pelos dispositivos próximos e exibirá uma lista. Clique no seu celular;

6. Durante o pareamento, tanto o PC como o celular mostrarão um código, que deverá ser o mesmo em ambos. Caso esteja tudo certo, confirme;

7. Caso esteja tudo certo, o Windows confirmará a conexão. Clique em ”Concluído”;

Dica. Após parear o seu celular com o PC, é possível ligar o Bluetooth e fazer a conexão a partir da central de ação do Windows. Basta acessar na barra de tarefas ou usar o atalho “Tecla Windows + A”

Etapa 2. Ativando o bloqueio dinâmico

1. Volte à página inicial das configurações do Windows e clique em “Contas”;

2. Selecione a guia “Opções de entrada”;

3. Role a tela e marque a opção “Bloqueio Dinâmico”;

Pronto! Agora o seu computador será bloqueado sempre que você sair do campo de alcance do Bluetooth.

PC Dell Optiplex 3240 All-in-One

A gama Optiplex 22 3000, neste caso representado pelo 3240, é o primeiro computador All-in-One da Dell equipado com um ecrã táctil de apenas 22 polegadas, tornando-o mais acessível para uma utilização menos exigente, como em postos de atendimento a clientes (tanto no privado como sector público), ou simplesmente para os seus filhos usarem para fazer os trabalhos da escola, que está prestes a começar.

Visualmente este Opliplex não prima pelo design, sendo este algo conservador, revelando uma imagem mais profissional. O mesmo se pode afirmar da sua qualidade de construção, ao permitir, de forma relativamente fácil face a outros modelos All-in-One, aceder e actualizar os componentes no seu interior, bastando para tal abrir a tampa traseira do monitor e remover, através dos encaixes existentes, as protecções que escondem a motherboard com chipset Intel H110, processador Intel Core i5-6500 de 3,2 GHz (pode atingir os 3,6GHz em modo Turbo), 4 GB de memória DDR3 e um disco rígido de 500 GB SATA.

Pena a memória ser apenas um módulo de memória, limitando assim o desempenho do sistema, visto não se tirar partido da largura de banda do controlador de memória de dois canais. Em termos gráficos, este equipamento está limitado à controladora integrada Intel HD Graphics 530, o suficiente para uma utilização quotidiana, mas limitada caso pretenda correr algum processo mais exigente.

De resto, destaque para o monitor de 21,5 polegadas, que além da resolução Full HD (1920 x 1080) e da excelente qualidade de imagem, proporcionada pelo ecrã do tipo IPS (que garante boa reprodução das cores e amplos ângulos de visualização), que suporta a interacção por toque, sendo o sensor táctil bastante preciso.

Valor sugerido: R$ 3165

Características:

Processador: Intel Core i5 6500 3,2 GHz (até 3,6 GHz)
Memória RAM: 4 GB DDR3
Disco: 500 GB HDD
Gráfica: Intel HD Graphics 530
Ecrã: 22 polegadas (1920×1080 pixéis)

PCMark 8 (Home) PCMark 8 (Work) 3DMark (Firestrike) 3DMark (IceStorm) FarCry 4 (1920×1080 Very High) Metro L.L (1920×1080 DX11 Very High AF 16x)
2849 2792 1148 31827 8,12 7,83 fps

PC Thermaltake Core P3 Snow Edition Review e preço

Thermaltake Core P3 Snow Edition. Lançada como forma de responder às críticas feitas à sua primeira Core P5, a nova Core P3 apresenta-se como uma das mais originais e, quiçá, revolucionárias caixas actualmente à venda no mercado.

Utilizando a estrutura traseira como base, esta permite que possa criar um computador de formato ATX, podendo colocá-lo na vertical, na horizontal ou, se desejar e tiver bons parafusos e umas buchas robustas, colocar na parede, tornando o seu PC numa espécie de decoração única para o seu quarto/escritório.

Pelo nome da caixa é fácil de depreender que se tratar de um modelo totalmente branco (Snow Edition), existindo quatro pilares nas extremidades que permite colocar um painel de acrílico transparente frontal para proteger os seus componentes. Em termos de montagem dos componentes, aqui terá que dar uso à sua imaginação, pelo menos em termos de colocação dos discos, existindo um local interno onde poderá colocar dois disco de 2,5” e dois de 3,5”, ou então usar um local externo que poderá acomodar dois discos de 3,5” ou três de 2,5”.

Esta solução externa só poderá ser usada caso não utilize um circuito de arrefecimento líquido, uma vez que esta localização é o local indicado pela Thermaltake para a colocação dos radiadores, que podem ter entre 120 a 480 mm. Outra particularidade curiosa é o facto de ser possível instalar a placa gráfica de forma tradicional, ficando na perpendicular com a posição da motherboard, ou caso deseje, usar o conector PCI-Express adicional, que permite colocar a placa gráfica numa posição paralela com a motherboard, tornando o aspecto do seu computador mais original, sem qualquer tipo de perda de desempenho, visto esta solução servir de uma mera extensão à porta PCI-Express principal do seu sistema.

Valor sugerido de: R$ 471

Características:

Dimensões: 512 x 470 x 333 mm
Peso: 10,3 kg
Ligações: 2 x USB 3.0, 2 x USB 2.0, 1 áudio/mic
Slots de expansão: n/d
Baias de unidade de disco: 2x 2,5” e 2x 3,5” (interno) / 3x 2,5” e 2x 3,5” (externo)
Suporte para fonte de alimentação: ATX
Compatibilidade com ventoinhas: 120 a 140 mm

Saiba como colocar gráficos na sua planilha do Excel para Android

Microsoft Excel para celular Android também pode criar gráficos a partir de dados em planilhas. Com eles, é possível deixar a interpretação das informações na tabela mais fácil e promover uma melhor comparação dos números e estatísticas. Assim como a versão para PC, o aplicativo do Office traz uma variedade de designs como colunas, linhas, pizza, barras, entre outros.

Se você quer aprender como trabalhar com gráficos no seu celular, confira o passo a passo neste tutorial do LinkDicas.

1. Com a planilha aberta no Excel, comece a selecionar os dados que deseja usar no gráfico, incluindo os rótulos. Para fazer isso, toque nos círculos nas extremidades da célula selecionada.

2. Com os dados selecionados, toque no botão “Exibir comandos”, que é representado por um “A” na barra superior da tela.

3. Toque no botão “Página inicial” e selecione a opção “Inserir”.

4. Role as opções e selecione “Gráfico”.

5. O Excel mostrará as categorias de gráficos disponíveis para que o usuário selecione. Cada uma delas tende a funcionar melhor com o tipo de comparação de números buscada.

6. Ao selecionar uma categoria, o Excel mostrará miniaturas dos diferentes estilos de gráficos disponíveis. Selecione aquele que funcionará melhor para o seu trabalho.

7. O gráfico será inserido automaticamente sobre a tabela. Toque e arraste-o para o local desejado.

Agora você já sabe como inserir gráficos no Excel para Android. Veja a seguir como editar os seus gráficos para torná-los ainda melhor.

Como editar os gráficos

1. Selecione o gráfico e observe que atalhos aparecerão na parte inferior da tela. Toque na seta no canto direito para ver detalhes.

2. O Excel permitirá a edição de diferente aspectos do gráfico, como o tipo, o layout, elementos e cores. Clique em cada categoria para revelar subcategorias para a edição.

3. Caso faça uma mudança e se arrependa, é possível voltar atrás ao tocar no botão “desfazer” na barra acima dos comandos.

4. Se quiser editar o título, dê um zoom no gráfico e toque no elemento.

5. Para editar a fonte dos dados, toque no gráfico e observe que uma seleção aparecerá na tabela. Arraste para adicionar ou excluir informações.

Agora você já sabe como editar seus gráficos no Excel para Android.

Aprenda a programar o Windows Defender para verificar seu PC

O Microsoft Windows Defender realiza automaticamente varreduras em segundo plano durante os momentos de inatividade do seu PC. Na verdade, executa verificações parciais durante esses períodos em que o seu PC não está sendo usado. Porém, não inclui uma maneira fácil de agendar uma verificação completa e pode falhar quando seu computador estiver em modo de hibernação. Felizmente, existe uma maneira de programar o Windows Defender para verificar seu PC usando o Agendador de Tarefas do Windows.

1. Clique dentro da caixa de busca do Windows e digite “agendador”. Quando aparecer o item “Agendador de Tarefas” no menu Iniciar, clique nele para executá-lo;

2. No painel de navegação esquerdo da janela do “Agendador de Tarefas”, acesse as seguintes pastas: “Agendador de Tarefas” (Local), “Biblioteca do Agendador de Tarefas”, “Microsoft”, “Windows” e “Windows Defender”.

No painel do meio (a lista de tarefas), clique duas vezes na tarefa “Windows Defender Scheduled Scan”, para abrir a janela de propriedades;

3. Na janela de propriedades, clique na aba “Disparadores”;

4. Em “Disparadores”, toque no botão “Novo…”. Na janela que será exibida, selecione a opção “Em um agendamento” no campo “Iniciar a tarefa”.

Em seguida, defina a frequência de execução da tarefa (e consequentemente, suas configurações). Verifique se a opção “Habilitado” está ativa e então clique no botão “OK”;

hab5. Se quiser, tem algumas opções úteis na aba “Condições”. Por exemplo, se você estiver usando um laptop, talvez queira ativar as opções “Iniciar a tarefa somente se o computador estiver ligado na rede elétrica” e “Interromper se o computador passar a usar a bateria”, para evitar que a tarefa inicie a bateria inesperadamente.

Além disso, selecione a opção “Reativar o computador para executar esta tarefa”, se você geralmente colocar o seu PC para dormir quando não estiver usando. Com esta opção habilitada, o Windows pode ativar o PC, executar a verificação e, em seguida, colocar o PC de volta ao modo de suspensão. Quando terminar de definir as opções desejadas, clique em “OK”.

Pronto! Agora você pode fechar o “Agendador de Tarefas” e confiar no Microsoft Windows Defender para executar suas verificações de acordo com a programação definida.