Aprenda a editar fotos incluindo a mesma pessoa várias vezes no Photoshop

Chromebooks são computadores feitos para trabalhar o tempo todo conectado, mas também servem para imprimir documentos offline. Notebooks com Chrome OS, porém, trabalham com impressoras de forma diferente em comparação a PCs Windows ou Mac. Isso porque o sistema do Google prioriza equipamentos cadastrados no Google Cloud Print, serviço de impressão remota da empresa que permite usar impressoras Wi-Fi à distância, conectadas à nuvem. Aprenda, então, a fazer cópias físicas de arquivos no Chromebook.

1. Antes de qualquer coisa, é preciso configurar uma impressora ao Google Cloud Print usando um computador convencional Windows ou Mac – veja como;

2. Feito isso, certifique-se de que o seu Chromebook ganhou acesso à impressora. No Chrome OS, acesse as configurações;

3. Role a página até o rodapé e acesse as configurações avançadas;

4. Gerencie seu Google Cloud Print;

5. Verifique se a impressora configurada no Passo 1 está disponível para uso;

6. Caso negativo, lembre-se que é preciso usar a mesma conta do Google no Cloud Print e no Chromebook. Se tudo estiver funcionando bem, abra um documento qualquer para testar e imprima com o comando Ctrl+P;

7. Na tela de impressão, clique em “Alterar” no destino da impressão;

8. Selecione sua impressora do Google Cloud Print e imprima o documento normalmente.

Chromecast: saiba como conectá-lo o usando o adaptador Ethernet do Google

O Google liberou silenciosamente um adaptador Ethernet para o Chromecast e, embora possa parecer um contrassenso usar rede cabeada em vez de Wi-Fi, o dispositivo é útil em cenários onde as conexões sem fio possuem sinal fraco ou são defasadas. Com esse periférico, é possível obter as melhores conexões para o Chromecast.

Além disso, ele permite ter uma conexão mais estável, sem as oscilações comuns em redes wireless. Para ajudá-lo a melhorar a conexão do seu gadget, esse tutorial mostrará como fazer para conectar o Chromecast usando o adaptador Ethernet do Google.

A loja do Google ainda não vende adaptador ethernet para o Chromecast no Brasil. No entanto, como ele possui um preço baixo, pode ser comprado diretamente e importado sem pagar impostos, pois possui valor inferior ao que normalmente é tributado.

O adaptador Ethernet pode ser muito útil para os proprietários do Chromecast que possuem os seguintes cenários:

  • Quem não tem um roteador sem fio em casa;
  • Sinal sem fio ruim perto da TV;
  • Qualidade do sinal sem fio não é boa;
  • Quem está transmitindo vídeos de 1080p de alta qualidade com o Chromecast;
  • Quem não está satisfeito com a qualidade da conexão Wi-Fi para o Chromecast.

Se você está em um dos cenários acima, veja a seguir como fazer para conectar o Chromecast usando o adaptador Ethernet do Google:

1. Plugue o conector Micro USB do adaptador Ethernet para Chromecast na porta Micro USB no Chromecast. No final, verifique se o conector Micro USB está inserido corretamente no seu Chromecast;

2. Conecte uma extremidade do cabo Ethernet na entrada correspondente e a outra ponta no roteador da sua rede. Observe que para funcionar, as duas extremidades de qualquer cabo Ethernet devem ser idênticas;

3. Conecte o Chromecast na porta HDMI da sua TV;

4. Por fim, conecte o adaptador Ethernet para Chromecast em uma fonte de energia. Não há necessidade de fazer configurações para o adaptador: Basta ligar e jogar.

Pronto! Seu Chromecast já está conectado através do adaptador Ethernet para Chromecast e você já pode usá-lo normalmente. Divirta-se!

Saiba como configurar um roteador Netgear

Quem tem acesso à Internet, precisa ter um bom roteador Wi-Fi para compartilhar a rede ou simplesmente usá-lo em qualquer lugar ambiente sem ter que ficar passando cabos em todo canto. O problema é que é na hora da instalação inicial, muitos usuários ficam com dúvidas, principalmente sobre como configurar uma rede sem fio.

Se você possui um roteador da marca Netgear e está nessa situação, esse tutorial irá ajudá-lo a fazer essa configuração sem muita complicação. Confira como deixar seu roteador pronto para uso!

Embora varie em diferentes modelos da mesma marca, o procedimento de configuração é praticamente o mesmo.

Para configurar um roteador Netgear, é necessário ter em mãos algumas informações do aparelho, disponíveis no corpo dele e no manual que o acompanha. Com tudo isso em mãos, agora faça o seguinte:

1. Posicione o roteador próximo ao modem (ou qualquer que seja o dispositivo de acesso à Internet) e ao computador que será usado para configurá-lo. Conecte ele em uma tomada ou estabilizador/No-break, e se for necessário, ligue o aparelho pressionado o botão correspondente (depende do modelo);

2. Com o roteador ligado, pegue um cabo Ethernet e conecte uma ponta dele no modem e a outra ponta na entrada ‘Internet’, que geralmente fica na parte de trás do roteador. Em alguns modelos essa porta vem separada ou utiliza uma cor diferenciada das outras. Em seguida, pegue um cabo Ethernet e conecte uma das pontas no PC e a outra em uma das portas do roteador;

3. No computador que você conectou ao roteador, abra um navegador e digite o endereço ‘www.routerlogin.net’ (sem as aspas). Em seguida, pressione a tecla ‘Enter’ para entrar no endereço. Na pequena janela que será exibida, entre com o nome de usuário padrão ‘admin’ e a senha padrão ‘admin’ (ambos sem aspas). Para confirmar, clique no botão “Fazer login”;

4. Caso o endereço acima não funcione, consulte o manual e insira o endereço IP do aparelho (que pode ser encontrado no manual e ou em alguma parte do roteador, dependendo do modelo). Em seguida, pressione a tecla “Enter” para entrar no endereço e fazer login;

5. Clique na opção “Wireless Settings” para configurar a rede Wi-Fi do roteador. Digite um nome para a rede no campo referente a SSID (o nome dele pode variar). Normalmente não é necessário mudar as outras opções. Mas se quiser fazer isso, mude as opções de canal (Channel) e modo (Mode), conforme forem as suas necessidades;

6. Ainda em “Wireless Settings”, desça a tela e ajuste as opções de “Security Options”. Marque a opção “WPA/PSK [AES]“. Depois disso, preencha o campo “Passphrase” com a senha a ser usada para entrar na rede. Para confirmar as mudanças, clique no botão “Apply”;

7. Feito isso, as mudanças serão aplicadas e o roteador será reiniciado. Aguarde e em pouco tempo ele voltará a funcionar já com as configurações que você escolheu.

Pronto! Agora o roteador está configurado e já pode ser usado com a Internet sem fio protegida. Basta acessar normalmente como qualquer outra rede Wireless.

Aprenda a usar o Moto Z como roteador Wi-Fi

O Moto Z, celular top de linha da Motorola com conexão 4G, pode ser usado como roteador para compartilhar Internet com outros dispositivos. A dica é útil para dividir a sua conexão com algum amigo, caso ele esteja sem acesso, por exemplo.

Vale lembrar que, ao ativar a função, você irá gastar seus dados móveis e que, por isso, é ideal contratar um plano de dados com a operadora. Veja, abaixo, o passo a passo de como configurar o Moto Z para compartilhar Internet.

1. Com a Internet ligada, desça a barra de notificações e toque no ícone de engrenagem para acessar as configurações do aparelho. Depois, em “Configurações de rede”, toque em “Mais”.

rot2. Clique em “Roteador Wi-Fi” e, em seguida, ative “Roteador Wi-Fi portátil” virando a chave para a posição verde.

3. Depois, vá em “Configurar roteador Wi-Fi” e defina um novo nome e senha para sua rede. Vale lembrar que essas informações serão usadas na hora de conectar outro smartphone à sua internet. Depois, procure pela rede no outro aparelho e conecte usando a senha. A partir daí, o dispositivo já terá conexão com a internet via Wi-Fi.

Outra maneira de ativar o roteador Wi-Fi do Moto Z é por meio do ícone de “Roteador Wi-Fi” na barra de notificações.

Novas dicas para melhorar e aumentar o sinal do Wi-Fi

wf“Não é possível que a internet tenha caído de novo!” Certamente você já ouviu alguém dizer algo parecido em relação à internet de casa. É que as redes Wi-Fi fazem uso de ondas de rádio comuns para transmitir as informações de internet

Essas ondas são emitidas por meio de um roteador, o aparelhinho com antenas que está aí do lado. Ele é o responsável por decodificar as ondas e distribuí-las pela casa.

Só que, todos sabemos, esse sinal pode oscilar bastante. E nem adianta ligar para a empresa de telefonia – raramente o problema é, de fato, resolvido.

Pensando em como sanar as dificuldades Wi-Fibilísticas que nos fazem querer jogar o roteador pela janela, preparamos 5 dicas para melhorar o sinal da sua internet.

Confira as dicas:

1. Posicione seu roteador em um ponto central da sua casa

Fazendo isso, o aparelho distribue o sinal igualmente para todas as direções. O certo é não colocar em lugares fechados, como o armário, por exemplo, isso só dificulta o envio de sinal. Qualquer tipo de parede bloquea as ondas que ele envia. O melhor ponto é aquele em que há acesso a todos os comodos do ambiente.

2. Mantenha ele longe do chão

Além das paredes, metais, concretos e cimento interferem e muito na distribuição de sinal. É que a forma como a maioria dos roteadores é projetada faz com que as antenas transmitam as ondas principalmente para baixo. Não rola enviar sinal pro chão.

3. Deixe longe de aparelhos eletrônicos

TVs, computadores, microondas e muitos outros aparelhos eletrônicos têm uma espécie de motor por dentro, o que gera muita interferência no sinal.

4. Posicione as antenas do aparelho em diferentes lados 

A maioria dos roteadores possui duas antenas, o que te dá a possibilidade de deixar uma na horizontal e outra na vertical. Nossa, mas o que tem a ver?

Tem a ver que a existem muitos dispositivos, como o laptop, que a antena que capta sinal (que fica por dentro dele) também é posicionada horizontalmente, e ficar paralela com a do roteador aumenta o sinal da internet.

Agora, é claro que se estiver com um celular ou tablet, vai depender da forma que você está segurando.

5. Teste a velocidade da sua internet

Bom, se sua internet estava ruim, é hora de ver se melhorou. Para isso, existem alguns aplicativos: Ookla para dispositivos Apple e Android, EAQ e Internet Speed Test para android e windows. Vê aí se funciona e conta pra gente.

Nokia provoca Apple sobre falha de recepção do iPhone

Aproveitando-se das queixas dos usuários de iPhone 4 sobre a falha de sinal em determinados modos de manuseio, a Nokia decidiu cutucar a rival numa espécie de guia prático que ensina seus clientes a segurarem os celulares da melhor forma.

O suposto manual está no blog oficial Nokia Communications e expõe quatro modos eficazes de manipular os dispositivos móveis da marca finlandesa. Ilustrados, “The four edge grip”, “The balance”, “The cup” e “Thumb and finger” são descritos singularmente com uma pitada de seriedade, mas, no fim do post, percebe-se a real e ácida intenção da companhia.

“É claro, sinta-se livre para ignorar tudo escrito acima porque, realmente, você está livre para segurar seu dispositivo Nokia do modo que quiser”, escrevem os funcionários. “E você não sofrerá com nenhuma perda de sinal. Legal, huh?”

A mensagem é uma clara provocação à Apple, que, de acordo com críticos, não admite que o problema de sinal com a antena resulta de um erro grosseiro de design.

Com a quarta geração do smartphone, a Apple aplicou um novo sistema de antenas que, na teoria, conseguiria captar sinais de Wi-Fi ou Bluetooth com maior eficiência. A mudança, porém, consiste também em deslocar as antenas internas para a lateral direita de metal, junto à lateral de metal.

Se, deitado sobre a mão ou sobre a mesa, o iPhone capta melhor o sinal sem fio, quando se conversa ao telefone com a mão esquerda, parte do sinal é bloqueado, segundo relatos de usuários do mundo todo.

Para especialistas e comentaristas do ramo da tecnologia, a empresa de Steve Jobs errou por não posicionar as antenas na parte inferior do corpoa exemplo de Palm Pré e Nexus One -, o que evitaria problemas como bloqueio parcial do sinal pelas mãos dos usuários.

A Apple já estuda uma maneira de consertar as falhas com uma nova atualização no sistema operacional iOS 4, a ser lançada no começo da semana que vem, conforme relata o blog Apple Insider.

Reuters

Em Vídeo Hitler fica furioso com antena do iPhone

Um clássico dos vídeos virais ganhou agora nova versão para desancar Steve Jobs e seu confuso e-mail negando problemas no iPhone 4.

Acusado de ter antenas para sinal Wi-Fi que não funcionam direito, o iPhone 4 foi defendido por Steve Jobs em e-mail. Jobs explicou que não há defeito, mas que os usuários é quem devem segurar corretamente o dispositivo para fazê-lo captar melhor o sinal de conexão sem fio.

No vídeo abaixo, falsas legendas do filme a queda (em inglês) mostram Hitler furioso com o comportamento de Jobs.

Na versão original, o premiado drama de Oliver Hirschbiegel narra os últimos dias de Hitler em seu bunker, em Berlim, antes da derrota alemã na Segunda Guerra.

As edições da cena abaixo se tornaram um hit na internet e já serviram de mote para fazer centenas piadas com políticos, esportistas e todo tipo de celebridade.

Incomodados com o uso das imagens, os produtores do filme pediram ao Google, no início deste ano, que removessem os vídeos do YouTube. O Google atendeu ao pedido, mas como se vê, a comunidade do YouTube voltou a postar brincadeiras com o filme alemão.

Android – Saiba como acelerar a conexão Wi-Fi do seu dispositivo

O que é?

Também neste caso se trata de uma modificação de um arquivo de sistema, que pode ser usado pelo Android durante a conexão com a internet. Este arquivo contém uma configuração TCP/IP, ou seja, um conjunto de protocolos de transmissão usados para a troca de dados. Modificando (ou acrescentando) tal configuração, mudaremos o modo com o qual o nosso dispositivo se conecta com o exterior, e é aqui que entra o MДЯCЦSДИT, um membro do XDA Developers que trouxe para o Android uma conhecida otimização da conexão para Linux. Graças a essa modificação, dependendo do dispositivo e da rede utilizada, obteremos um considerável aumentos da velocidade de download e upload na Wi-Fi, 3G ou 4G!

Material necessário…

  • Permissões de root: se não tiver root, você pode usar um procedimento mais simples do aplicativo, mas (como disse o próprio desenvolvedor) também menos eficiente. Nos outros casos, iremos modificar arquivos do sistema que requerem permissões de root.
  • File sysctl.conf: este é o arquivo que iremos substituir/copiar numa pasta de sistema, contendo os parâmetros da conexão. Baixe-o apenas se quiser executar o procedimento manual, do contrário o aplicativo fará todo o serviço. No link você também encontrará um screenshot do percurso e das permissões que deve conceder;
  • Internet Speed Master: graças a este aplicativo poderemos simplificar o procedimento deixando que ele modifique os parâmetros. Quem não tiver permissões de root poderão experimentar a modalidade Improve Internet Connection.
  • ES Explorador de Arquivos (ou equivalente): um gerenciador de arquivos com permissões de root para poder entrar nas pastas de sistema e mudar as permissões dos arquivos. Indispensável para o procedimentos manual.

Download – Internet Speed Master 

Download – ES Explorador de Arquivos

ism

Se não tiver muita prática nos procedimentos de sistema e na utilização de gerenciadores de arquivos com permissões de root, aconselho usar o aplicativo Internet Speed Master, como indicado no procedimento automático. Além de ser mais simples e veloz, pode se mostrar a escolha mais segura. De toda forma, para maior segurança, aconselho que faça um backup dos dados importantes ou um NANDroid backup se tiver permissões de root.

Procedimento automático…

  1. Instale o aplicativo Internet Speed Master;
  2. Abra-o e conceda-lhe as permissões de root (se tiver);
  3. Se tiver permissões de root, clique em Apply Patch para aplicar as modificações de sistema. Se não tiver permissões de root ou quiser experimentar primeiro o método mais simples, clique em Improve Internet Connection.

Procedimento manual…

  1. Baixe o arquivo sysctl.conf.
  2. Copie o arquivo em seu dispositivo, conectando-o ao PC ou usando o cartão SD, se disponível;
  3. Instale e abra o ES Explorador de Arquivos (ou equivalente) e conceda-lhe permissões de root (menu > Root Explorer > ON > confirmar);
  4. Agora copie o arquivo transferido anteriormente clicando longamente sobre ele e selecionando Copiar;
  5. Entre na pasta (dispositivo) “/system/etc/” e cole dentro dela o arquivo sysctl.conf 
  6. Modifique as permissões do arquivo sysctl.conf, mantendo-o pressionado: Outro > Propriedade > Modificar (permissões) > ative a permissão de leitura e de escrita a proprietário e desative todo o resto. Clicando em OK, ao lado das Permissões você deve encontrar escrito “rw- — —”.
  7. Reinicie o dispositivo.

Verificação…

Se quiser verificar “no papel” o aumento da velocidade, basta instalar o aplicativo Speedtest.net e executar alguns testes antes e depois do processo.

Problemas…

Se o seu dispositivo apresentar problemas ou não tiver melhorado a conexão, você poderá anular a modificação clicando em “Restore” no aplicativo Internet Speed Master, ou (se tiver seguido o procedimento manual), apagando o arquivo sysctl.conf copiado na pasta “/system/etc/”.

Instalar uma impressora Wi-fi Epson, veja como

Como instalar impressora Epson Wi-fi com extrema facilidade, siga os passos

Com CD…

1. Insira o CD que veio junto com o equipamento no drive e acesse o programa de instalação do software. Selecione o idioma e clique em “Próximo”.

2. Em seguida, leia o acordo de licenciamento de software e clique em “Aceitar” para prosseguir.

3. Selecione o que deseja instalar: “Drives e utilitários EPSON”, “Link ao Manual do Usuário EPSON” e “EPSON Easy Photo Print”. Se você está instalando a impressora pela primeira vez no computador, recomendamos que selecione todos.

Em seguida, certifique-se de que está conectado à Internet e clique em “Instalar” para prosseguir. O Pacote vai começar a baixar os drives da Epson.

4. Depois de baixar os drives, o programa começará a instalá-los automaticamente. Apenas aguarde.

Em seguida, clique em “Próximo” para configurar a impressora.

5. Selecione o tipo de conexão da impressora: sem fio (Wi-fi) ou pela porta USB. Nesse primeiro momento, recomendamos que você conecte o equipamento pela USB. Marque essa opção e certifique-se de que a impressora está ligada. Clique em “Próximo”.

6. O programa vai verificar a conexão. Se estiver tudo certo, um aviso aparecerá e você já poderá imprimir uma página de teste.

Certifique-se que a impressora está com papel e com os cartuchos carregados.

Após imprimir a página de teste, clique em “Próximo” e pronto! Sua impressora já está instalada. Clique em “Sair” para finalizar o processo.

Sem CD…

1. Caso tenha perdido o CD ou não consiga rodá-lo por qualquer motivo, baixe o drive no site da Epson Brasil. Dentro do site, clique na opção “Produtos”, no menu superior.

2. Em seguida, clique em “Impressoras” e escolha o seu modelo dentro da lista disponibilizada pelo site.

3. Dentro da página da impressora escolhida, clique em “Drives e Suporte”.

4. Clique em “Drives e Softwares” e escolha o drive compatível com seu sistema operacional. Clique em “Baixar”.

5. O arquivo virá comprido. Acesse-o com algum programa como o WinRaR ou WinZip. Após acessar o programa, opere o mesmo processo descrito acima para a instalação com CD. Lembre-se de que esse arquivo não compreende a instalação do Manual (apenas dos drives) como na instalação com CD. Para baixar o manual, vá até o final da página e clique em “Suporte Online e Manuais”.

Windows 8.1: saiba como ligar uma rede Wi-Fi

wifi

Na área de trabalho do Windows 8 (Desktop)

1. Clique no ícone de Wi-Fi, que fica ao lado daquele de ajuste de volume, na barra inferior do Windows – ao lado da data e hora;

2. Quando o menu lateral direito for aberto, certifique-se de a conexão Wi-Fi está ativada. Caso não esteja, clique no “interruptor” (liga/desliga) ao lado da opção “Wi-Fi” do menu;

3. Procure, então, a sua rede e dê um clique nela;

4. Será aberto um espaço para inserir a senha. Basta digitar, apertar “enter” e a conexão será realizada;

5. Caso tenha algum erro na conexão, clique com o botão direito no ícone de Wi-Fi próximo ao relógio e a data. Então, selecione a opção “solucionar problemas”, para que o Windows 8 dê um diagnóstico do que está acontecendo e realize ações para resolver seus possíveis erros.