Saiba quais são os melhores e piores cartões de crédito para acumular pontos

Em um levantamento da Proteste, realizado pela EXAME, foram mostrado que o Caixa Elo Nanquim é o melhor cartão de crédito para acumular pontos, enquanto os cartões Nacional, Fit, Flex, Free e Light do Santander são os piores cartões para acumular pontos.

No Caixa Elo Nanquim, cada dólar gasto é convertido em 2,3 pontos. Se um consumidor tem o cartão e paga em média 3 mil reais por mês de fatura e quer realizar uma viagem para Nova York, levará cerca de 28 meses para acumular os 60 mil pontos necessários para a viagem, em média. Se quiser realizar a viagem em um ano, precisará gastar mensalmente quase 7 mil reais no cartão de crédito.

Esse valor não inclui o custo da anuidade do plástico (800 reais), que, dividido mensalmente, equivale a 66 reais. É necessário ter renda mínima de 15 mil reais para ter acesso ao cartão. No ano passado, a anuidade cobrada era menor: 600 reais

Já nos cinco cartões do Santander (os únicos nos quais a conversão dos pontos é baseada em reais, e não em dólares) cada 5 reais gastos na fatura mensal acumulam 1 ponto no cartão. Ou seja, um consumidor com o mesmo perfil do exemplo acima não consegue acumular 60 mil pontos no cartão sem que esses pontos expirem.

Para conseguir viajar para Nova York gastando 3 mil reais por mês, seriam necessários 100 meses, enquanto os pontos expiram em 24 meses. Para alcançar o objetivo em dois anos, seria necessário aumentar o valor da fatura para 12,5 mil reais mensais. “Isso é impraticável e não recomendável”, diz Renata Pedro, coordenadora da pesquisa na Proteste.

Dos cinco cartões do Santander, apenas o Free não foi descontinuado pelo banco. Mas a Proteste decidiu mantê-los na pesquisa, pois ainda há clientes do banco que utilizam esses cartões.

A novidade em relação à pesquisa do ano passado é a entrada de cinco cartões no ranking dos que mais pontuam: Banrisul MasterCard Black, Bradesco Elo Nanquim, Bradesco Prime Elo Nanquim, Porto Seguro MasterCard Black e Porto Seguro Visa Infinite. Todos permitem acumular 2,2 pontos a cada dólar gasto. Contudo, para pontuar no programa de fidelidade dos cartões Porto Seguro, é necessário gastar acima de 6 mil reais por mês no plástico.

Confira nas tabelas a seguir quais cartões garantem as maiores e menores pontuações, segundo a pesquisa da Proteste:

Os cartões que mais pontuam

Santander cartões

 

Metodologia

A pesquisa se baseia em dados reunidos pela calculadora de milhas disponível no site da associação de consumidores, que usa informações públicas sobre cada cartão.

O levantamento incluiu 225 plásticos oferecidos pelo Banco do Brasil, Bradesco, Banco Votorantim, Banrisul, Bradesco, Caixa, Itaú (Itaucard, Crediard, Diners), American Express, Banco do Brasil, Banco Pan, Porto Seguro e Santander. Um cartão emitido por um banco com duas bandeiras diferentes foi contabilizado como dois cartões, já que o valor da anuidade pode mudar.

Foram considerados os cartões que mais pontuam, ou seja, que oferecem mais de 2,1 pontos a cada 1 dólar gasto em compras.

Os cartões de fintechs como Nubank, Banco Inter e Original não foram incluídos na pesquisa porque seus programas de recompensas não convertem pontos em milhas.

Cartões de bancos feitos em parceria com programas de fidelidade de companhias aéreas, como Smiles, TudoAzul e Multiplus, não entraram nessa primeira parte do levantamento, pois permitem acumular apenas milhas, e não pontos. Além disso, não permitem transferir pontos para outros programas de fidelidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *