Truques quase secretos do iPhone

Truques quase secretos, que poucos tem conhecimento e o pessoal do BuzzFeed revelou, realmente impressionantes e que todo usuário de iPhone e iPad deveria saber, confira

1. No iPad: faça a digitação ficar mais confortável ao colocar o seu teclado em modo polegar (“thumb mode”).

No iPad: faça a digitação ficar mais confortável ao colocar o seu teclado em modo polegar ("thumb mode").

Mude o seu teclado disso: Para isso:

Simplesmente deslize dois dedos pelo teclado. Isso exibe um teclado diferente, que permite digitar com seus polegares do mesmo jeito que você digita no seu iPhone.

***Você também pode pressionar o botão “dock and merge” no canto inferior direito do teclado e arrastá-lo para cima. O teclado mudará para thumb mode, e você também pode arrastá-lo para onde quiser.

2. Se você colocar seu telefone em modo avião, ele carregará duas vezes mais rápido.

Se você colocar seu telefone em modo avião, ele carregará duas vezes mais rápido.

Ajustes Modo Avião LIGADO Wi-Fi Desligado

3. Use os mapas da Google em modo offline quando estiver no exterior.

Use os mapas da Google em modo offline quando estiver no exterior.

A área do mapa na tela foi carregada no cachê.

Peggy Wang

Enquanto você ainda tiver acesso à internet, vá para a área que você quer salvar. No campo de busca, digite “ok maps” e o mapa será guardado para o uso offline.

Isto também é super útil para iPads que são apenas habilitados por Wi-Fi.

4. No aplicativo da Calculadora, remova um zero extra deslizando-o da esquerda para a direita.

No aplicativo da Calculadora, remova um zero extra deslizando-o da esquerda para a direita.

Por exemplo, se você estiver calculando um monte de despesas para pagar os seus impostos, você não tem que começar de novo se você digitar números a mais sem querer.

5. Ative o Acesso Guiado quando uma criança estiver brincando com o seu telefone ou iPad.

Ative o Acesso Guiado quando uma criança estiver brincando com o seu telefone ou iPad.

Ajustes – Acesso Guiado LIGADO

O Acesso Guiado, uma vez ativo, protege usuários de clicar ou tocar em um aplicativo equivocadamente e acabar em algum lugar que eles não deveriam estar, ou deletar alguma coisa sem querer.

Primeiro, você deve clicar em Ajustes > Geral > Acessibilidade > Acesso Guiado e ativá-lo. Você também vai querer ativar o Atalho de Acessibilidade.

Clique três vezes no botão home em qualquer app para o qual você quer ativar essa função. A partir daí, você pode selecionar qualquer botão que você não quer que seja clicado. Ou você também pode desabilitar o botão home enquanto mantém o touchscreen ativo.

6. Tire fotos de você mesmo utilizando o botão nos seus fones de ouvido.

Tire fotos de você mesmo utilizando o botão nos seus fones de ouvido.

Use o botão + do volume do seu fone de ouvido para tirar auto-retratos.

Apenas clique no botão de volume + no controle remoto dos seus fones de ouvido Apple ou compatíveis com a Apple enquanto estiver no modo câmera para clicar e tirar a foto, ou o botão do meio (play/pause) enquanto estiver no modo de vídeo.

Adeus braço aparecendo no auto-retrato!

7. Rapidamente acesse o aplicativo da Câmera sem ter que desbloquear o seu telefone.

Rapidamente acesse o aplicativo da Câmera sem ter que desbloquear o seu telefone.

Deslize para desbloquear

Deslize sobre o pequeno ícone da câmera no canto inferior direito da sua tela principal. O app da Câmera irá abrir, evitando o desbloqueio a tela.

Isto é especialmente conveniente quando alguma coisa incrivelmente digna de uma foto está acontecendo e você precisa acessar a sua câmera ASAP. Também é ótimo para quando você entrega seu telefone para outra pessoa tirar uma foto – eles não precisarão digitar a sua senha.

8. Você pode usar QUALQUER teclado bluetooth no seu iPhone ou iPad.

Você pode usar QUALQUER teclado bluetooth no seu iPhone ou iPad.

Isso faz com que basicamente o iPhone ou iPad vire um computador portátil.

9. Existe um medidor de nível embutido no aplicativo de Bússola.

Existe um medidor de nível embutido no aplicativo de Bússola.

Peggy Wang

Abra o aplicativo Bússola, deslize para a esquerda e você estará na tela de nível. Se você precisar fixar um quadro rapidamente, este pequeno comando pode ser bastante prático.

10. Toque na barra superior de qualquer aplicativo para voltar ao topo.

Toque na barra superior de qualquer aplicativo para voltar ao topo.

Chega da chatice de ficar deslizando para cima com o polegar quando você está na parte inferior de uma página.

11. Inverta as suas cores para melhor navegação noturna.

Inverta as suas cores para melhor navegação noturna.

Ao inverter as suas cores, sua tela ficará preta e o texto branco, cansando menos a vista. Clique em Ajustes > Geral > Acessibilidade. Ligue a opção “Inverter Cores.”

12. No iPad: você sabia que a) você pode adicionar mais aplicativos na fileira de home e b) você pode adicionar pastas nela?

No iPad: você sabia que a) você pode adicionar mais aplicativos na fileira de home e b) você pode adicionar pastas nela?

Dock comporta até 6 aplicativos ou pastas

Muitas pessoas não sabem o quão maleável o dock inferior é. Você consegue encaixar dois apps a mais ali (o padrão é 4, mas cabem 6) ou tirar e colocar apps. Basta clicar em qualquer app e segurar até que os ícones comecem a tremer.

E você pode mover pastas para o dock, da mesa maneira. Seus aplicativos mais importantes estão sempre a dois cliques ou menos de distância.

13. Quando terminar uma sentença, ao invés de digitar o ponto e depois o espaço, apenas aperte a barra de espaço duas vezes.

Quando terminar uma sentença, ao invés de digitar o ponto e depois o espaço, apenas aperte a barra de espaço duas vezes.

Tocar na barra de espaço duas vezes gera um ponto final, um espaço e uma letra maiúscula para a próxima frase. Pode não parecer grande coisa, mas quando você está redigindo uma mensagem comprida e você se acostumar com esse truquezinho, ele vai melhorar muito a velocidade da sua digitação.

14. Com o controle remoto dos seus fones de ouvido, você pode passar para a próxima faixa ou para a faixa anterior enquanto ouve música ou podcasts.

Com o controle remoto dos seus fones de ouvido, você pode passar para a próxima faixa ou para a faixa anterior enquanto ouve música ou podcasts.

Pressione uma vez para tocar ou pausar. Pressione duas vezes para passar para a próxima faixa. Pressione três vezes para voltar para a faixa anterior.

Isto deveria funcionar com qualquer fone de ouvido com controle remoto compatível com a Apple.

15. Use este pequeno truque quando você quiser ficar mudando entre o teclado alfabético e o teclado numérico.

Use este pequeno truque quando você quiser ficar mudando entre o teclado alfabético e o teclado numérico.

Digamos que talvez você queira digitar uma senha que é uma combinação de letras e números. Aperte o botão “123” e arraste para cima o caractere que você quer inserir. Quando você soltar a tecla, a tela voltará a exibir o teclado alfabético.

16. Deslize da direita para a esquerda para remover banners de notificação.

Deslize da direita para a esquerda para remover banners de notificação.

É muito importante saber disso para quando um sms erótico aparece de repente na sua tela.

17. No Safari, pressione a tecla do ponto final para rapidamente adicionar um domínio no campo de busca.

No Safari, pressione a tecla do ponto final para rapidamente adicionar um domínio no campo de busca.

Peggy Wang

18. Utilize este comando simples da Siri para tirar sonecas.

Utilize este comando simples da Siri para tirar sonecas.

– Em que eu posso te ajudar? – Acorde-me em 3 horas -Eu programei o alarme para as 3:19.

19. Seja mais inteligente que o autocorrect ao digitar uma letra a mais quando você estiver tentando soletrar uma palavra em forma contraída.

Seja mais inteligente que o autocorrect ao digitar uma letra a mais quando você estiver tentando soletrar uma palavra em forma contraída.

Via BuzFeed

Saiba como habilitar figuras de emoticons no iOS

As pequenas figuras ilustrativas conhecidas como emojis podem integrar o teclado padrão do sistema iOS para que sejam escritas em anotações e enviadas por SMS ou apps de mensageiros. Apesar de não aparecerem na interface original, os ícones de emoticons podem ser integrados ao teclado de iPhones eiPads através de rápidos ajustes. Confira como fazê-lo no tutorial que preparamos para você.

ajustes

1. Acesse o menu de configurações gerais do sistema iOS de seu iPhone ou iPad através de “Ajustes”;

2. Em seguida, selecione a alternativa “Geral” na coluna da esquerda e clique na opção “Teclado”, na parte direita da interface;

3. Selecione o comando “Teclados” para acessar o controle de habilitação de teclados do sistema iOS;

4. A interface exibirá os teclados habilitados no aparelho, mostrando em destaque aquele que corresponder ao idioma do sistema. Aperte na alternativa “Adicionar Novo Teclado…” para acrescentar novas opção ao teclado secundário do iOS;

5. Procure pelo teclado “Emoji” e clique sobre ele para adicionar esta opção ao teclado secundário do sistema;

6. Ao acionar o teclado do aparelho, clique no botão em destaque na imagem para acessar as opções configuradas como teclado secundário;

7. Pronto! Você agora terá acesso a um teclado dividido em cinco categorias, cada uma com várias opções de emoji para serem escolhidos e inseridos em suas mensagens ou anotações.

FotoSkin: App que educa o usuário para evitar o câncer de pele

FS

O aplicativo FotoSkin, para dispositivos Android e iOS, busca educar usuários quanto à prevenção do câncer de pele e também manter um histórico da pele de cada um para diagnosticar possíveis casos da doença.

O aplicativo é baseado em conhecimentos médicos de uma clínica dermatológica em Madrid e funciona apenas em espanhol, o que pode ser um empecilho para algumas pessoas. Ainda assim, vale a pena baixá-lo e fazer um esforço para traduzir o que está escrito, pois são informações bastante valiosas. O FotoSkin conta com três seções principais: Mi piel (Minha pele), Mi control (Meu controle) e Mi entorno (Meu entorno).

O primeiro, Mi piel, apresenta três testes rápidos que o usuário deve completar. Um deles mostra qual é o fototipo da pele da pessoa, outro estima o risco de melanoma (um dos tipos de câncer de pele) e o último traz uma aproximação do dano solar que ela já recebeu na pele. Depois de cada um dos três resultados, surgem explicações e dicas para que o usuário entenda melhor o significado das informações e saiba como agir em relação a este fator.

O segundo, Mi control, é, provavelmente, a parte mais interessante deste app. Ele tem como objetivo manter um controle das mudanças na pele da pessoa, o que pode ser muito útil para diagnosticar rapidamente qualquer mal da pele. Nesta seção, o usuário deve salvar fotos de todas as partes do seu corpo. Aí, ele escolhe o tempo que o app demorará para avisar que ele deve tirar um novo registro, para comparação (um intervalo de 6 meses é recomendado). Com isso, cada pessoa pode ter uma melhor percepção do que está mudando em sua pele. Caso alguma pinta ou mancha apareça em um novo registro, é hora de ir ver um médico.

A parte chamada de Mi entorno é bastante simples. O FotoSkin utiliza a localização do usuário e um sistema que mostra o clima local para apresentar a incidência do sol na região, alertando, por exemplo, para que ele use protetor solar. Ainda há outras duas seções no app, com conselhos, fotos e dicas sobre o câncer de pele.

Clique aqui para fazer o download do aplicativo.

Mandic Magic: app ajuda a descobrir a senha de redes Wi-Fi próximas

MM

O Mandic Magic é um app gratuito para iOS que ajuda a descobrir a senha de redes Wi-Fi próximas ao usuário.

O aplicativo, desenvolvido por brasileiros, não funciona de forma tão mágica quanto aparenta: ele é, na verdade, uma espécie de “rede social” de senhas.

Um usuário passa por uma cafeteria, por exemplo, e pede a palavra-chave do Wi-Fi do local. Depois de se conectar com sucesso, abre o Mandic Magic e utiliza o recurso de geolocalização do aplicativo para fazer “check-in” no local, cadastrar a senha e divulgá-la na rede social do app.

Dessa forma, quando outra pessoa for ao local, pode simplesmente rodar o Mandic Magic, encontrar o local na lista de estabelecimentos próximos e conferir a senha do Wi-Fi. Com isso, não precisará perguntar para funcionários do local, por exemplo.

Os estabelecimentos que o usuário mais visita podem até ser salvos como “favoritos”, sendo possível consultá-los mesmo quando o smartphone estiver offline.

O Mandic Magic, por ser novo, ainda não conta com a senha de muitos estabelecimentos. Além disso, pode não deve funcionar tão bem longe de grandes centros, como São Paulo.

Clique aqui para fazer o download do aplicativo.

iPhone 6: o que é verdade e o que é rumor até o momento

Rumores do novo aparelho da Apple surgem com velocidade impressionante, então resolvemos fazer um apanhado de notícias e separar o que é mito e o que realmente é verídico, confira.

O processador do iPhone 5S é primoroso. Primeiro chip de 64 bits a aparecer em um smartphone, o A7 Cyclone é quase duas vezes mais poderoso que o do iPhone 5. Um coprocessador cuida apenas dos sensores do aparelho, segurando o consumo de energia e deixando o gadget sempre atento.

O Moto X da Motorola também faz isso, tem um coprocessador que cuida apenas dos sensores e do reconhecimento de voz. E é justamente isso que falta ao iPhone: sempre ouvir o que é dito, permitindo que o usuário interaja sem precisar apertar nenhum botão. Seguramente, esse é o próximo passo para o iPhone 6, pois a Siri, a assistente digital do aparelho, funciona muito bem.

Mas, fora o processador, o iPhone precisa rapidamente de mudanças.

A tela do iPhone, que quando estreou a maior densidade de pontos do mercado (a chamada tela retina) deixou a concorrência comendo poeira, hoje é risível. A Apple demorou muito para adotar uma tela widescreen (que só apareceu no iPhone 5) e ainda insiste em apenas 4 polegadas, em um mercado inundado por telas maiores.

Segundo os últimos rumores, o novo iPhone terá pelo menos dois tamanhos de tela: 4,7 e 5,5 polegadas. O primeiro tamanho colocaria o iPhone em condições de igualdade com concorrentes. O segundo é um ataque direto contra a Samsung e seu Galaxy Note. Um smartphone grande, quase um tablet, seria o elo de ligação entre o iPhone e o iPad Mini. Como o mercado tem aceito bem esse tipo de híbrido, faz sentido a Apple fincar o pé e marcar território.

Uma tecnologia de tela curva dificilmente seria viável, pois o custo ainda é proibitivo. A distorção óptica causada pela curvatura também complica as coisas, pois a densidade de pontos precisa ser gigantesca para compensar o desvio da luz. E o principal: telas curvas podem ser muito frágeis.

Além da tela, o grande salto evolucionário do iPhone deve ser os materiais com que é fabricado. A Apple tem um grande histórico de ousadia nesse departamento. Plástico translúcido, alumínio colorido, alumínio sólido usinado e vidro são alguns dos materiais que colocaram a Apple na vanguarda industrial.

A Apple tem comprado grandes quantidades de matéria prima para fabricar cristais de safira. O cristal de safira é usado em relógios de luxo, nas lentes das câmeras do iPhone e no sensor biométrico do 5S. Muito resistente a riscos, o cristal de safira resolveria o problema de fragilidade do iPhone. Quem nunca viu um smartphone da Apple estilhaçado?

Se dominar o processo produtivo a preço competitivo (o cristal de safira é caro, mais que o famoso Gorilla Glass), a Apple teria um trunfo nas mãos, pois melhoraria ainda mais a percepção de valor do seu produto. Fora que esse cristal é aposta certa no futuro iWatch.

O próximo passo seria o material estrutural do aparelho. A Apple saiu na frente com o alumínio, e o iPhone 6 é a oportunidade perfeita para estrear um novo material: o Liquid Metal, uma liga metálica única, muito leve e resistente.

Diferente do alumínio, que pode ser amassado, o Liquid Metal reúne as vantagens do alumínio com a resistência mecânica do titânio. Trocando em miúdos, dá para fazer um aparelho incrivelmente fino com o material, que não se deforma por torção nem queda. E, diferente do titânio, que é muito caro, o Liquid Metal tem custo aproximado ao do alumínio.

Aí vem o pulo do gato da Apple: a empresa garantiu direitos exclusivos de uso do material patenteado, que pode inclusive ser impresso em 3D. Com ponto de fusão relativamente baixo e comportamento singular – o Liquid Metal é leve e pode ser injetado como plástico, ganhando resistência ao esfriar – essa seria a escolha ideal para uma nova geração de gadgets.

A Apple já experimentou o material na ferramenta de abertura da entrada do SIMCard do iPhone. Com a preparação certa, seria viável uma linha de produção 3D avançada, criando um chassis de forma única, capaz de acomodar componentes de um modo único. O corpo do aparelho poderia ser peça uma inteira, sem emendas, parecido com o que vemos no iPad Air.

Vale lembrar que a Samsung está firme na competição pelo mercado. O Galaxy S5 foi radicalmente melhorado em relação aos anteriores, em especial na resistência, um atributo cada vez mais exigido pelos consumidores.

Um iPhone com Liquid Metal, ultrafino, muito resistente e com vidro de alta performance seria a resposta ideal da Apple à investida sul-coreana. Agora é esperar o anúncio oficial.

Possível imagem do iOS 8 rodando no novo iPhone – Rumor

Faltam alguns meses para a conferência anual WWDC 2014, onde a Apple apresenta seus lançamentos e novidades para desenvolvedores, mas rumores e supostas imagens de seus novos produtos pipocam pela internet. E a última delas é essa aqui embaixo, onde mostra uma tela com o possível novo iOS 8 rodando no iPhone 6 de tamanho maior.

Esta imagem foi postada nesta quinta-feira (10) na rede social Weiboatravés do usuário chamado “Zmeric”. Os ícones seguem o padrão inserido no iOS 7, só que os apps estão posicionados numa grade de5×7 e a resolução da imagem seria de 966×1600 proporção 16:10, diferente da usada nos iPhones anteriores. Isto sugere que a foto seja de um iPhone de 4,7” ou a partir de algum emulador. 
Rumor-iOS-8-no-novo-tamanho-iPhone-Apple-2014

Vamos deixar bem claro aqui que tudo isso são rumores, que podem ou não serem verdadeiros. A Apple não se pronuncia até dias antes do evento a ser realizado em setembro, então até poderemos ver muita coisa a respeito do novo iPhone e demais lançamentos da marca.

Botão power do próximo iPhone não será na parte de cima do aparelho – Rumor

Os rumores sobre o iPhone 6 não param de aparecer. Diversas especulações a respeito do próximo top de linha da Apple são feitasdiariamente, desde a presença da tecnologia NFC até o tamanho da tela, que muitos acreditam que será de 4,7 ou 5,5 polegadas (tem gente dizendo até que as duas versões serão lançadas).

O novo rumor agora aponta para um aparelho com o botão power na lateral, algo que vai contra a todos os lançamentos anteriores da Apple, que possuem o botão na parte de cima. Essas informações foram divulgadas por Ming Chi Kuo, analista da KGI Securities, que já foi responsável por divulgar diversas especulações sobre a próxima geração do iPhone, entre elas, que o modelo de 4,7 polegadas virá com uma resolução de 1334×750 e 326ppi, enquanto a versão de 5,5 polegadas terá uma tela de 1920×1080 e 401ppi.

Kuo também acredita que, com o lançamento do próximo (ou próximos) smartphone da Apple, o iPhone 4 e o 4S sairão de produção, e o iPhone 5C será o produto de entrada da companhia. Agora, se as previsões do analista irão vingar, não sabemos, mas certo é que nunca tivemos tantos rumores sobre o lançamento de um iPhone aparecendo na mídia.

iPhone 6 é o smartphone da Apple mais desejado antes do lançamento – Verdade

Os consumidores ainda nem sabem se o iPhone 6 existirá, mas eles já o querem. Este é o smartphone da Apple que mais despertou desejo antes de ser lançado, de acordo com um estudo da 451 Research.

A consultoria conversou com mais 4 mil pessoas, na maioria norte-americanos, e ouviu que 14% estão muito propensos a adquirir o iPhone 6, enquanto outros 26% apenas provavelmente comprarão o aparelho.

No ano passado, o mesmo estudo revelou que 9% queriam muito o iPhone 5s e 17% talvez o comprariam; em 2012 o iPhone 5 era mais desejado, com taxas de 15% e 18%, respectivamente.

No total, 40% dos consumidores estão esperando pelo lançamento para adquirir o novo smartphone contra 26% do 5s e 33% do 5.

Andy Golub, da 451 Research, ressaltou em nota que os números do iPhone 6 são os mais altos já vistos pela consultoria, em se tratando de um smartphone que a Apple ainda nem lançou. Isso se deve, opina ele, em função das apostas de que o aparelho terá uma tela maior que a dos modelos atuais.

Fabricante de capas vaza mais evidências de um iPhone 6 fino com tela grande – Verdade

Já é consenso geral de que a Apple irá lançar pelo menos um modelo do iPhone com tela grande. Isso porque absolutamente tudo aponta para esse fato, desde os rumores que começaram ano passado até os vazamentos de fornecedores de componentes. Ou seja, mesmo que o plano originalmente não fosse esse, a Apple seria obrigada a o fazer, sendo que esses rumores fizeram com que a expectativa pelo aparelho explodisse.
Agora, mais uma evidência aponta para um iPhone com tela grande e mais fino do que encontramos em aparelhos anteriores da Apple.

Como podemos ver na foto acima, ele é comprido, bem fino e com os cantos arredondados. Tudo isso bate com o que temos ouvido de outras fontes. Essa imagem foi vazada de uma fabricante chinesa de capas chamada Elam.

Supostas esquemáticas do iPhone 6 vazadas por uma revista japonesa mostram exatamente esse design. Se baseando nisso, foram feitos diversos conceitos, como o abaixo.
Porém, existem algumas diferenças entre a imagem vazada hoje e as esquemáticas. Nessa última, por exemplo, vemos dois botões separados para o volume, enquanto na imagem da fabricante de capas temos um botão único.

iPhone 6C fino e leve em vídeo, confira

O designer holandês Joseph Farahi  imaginou um iPhone 6c mais fino, mais leve e com tela maior que a do iPhone 5c. O resultado é um smartphone atraente. Se fosse real, poderia ser o objeto dos desejos de muita gente.

Ao publicar o vídeo no YouTube, Farahi listou quais seriam as características desse hipotético iPhone 6c: tela Retina de 4,7 polegadas; câmera de 8 megapixels; flash duplo (como o do iPhone 5s) e sensor de impressões digitais.

Na concepção de Farahi, o iPhone 6c teria 7,1 milímetros de espessura, 1 mm a menos que o atual iPhone 5s (o iPhone 5c tem quase 9 mm) e peso de 116 gramas (contra 132 gramas do iPhone 5c e 121 gramas do 5s). E haveria opção de cor totalmente preta, inexistente atualmente.

Embora as características listadas pelo designer pareçam viáveis, ainda não há certeza de que a Apple terá um sucessor para o iPhone 5c. Se tiver, ele deve ser apresentado no segundo semestre junto com o iPhone 6.

É provável que esses novos modelos do iPhone tenham tela maior que as atuais, como sugere Farahi. Confira o vídeo:

  • Relacionadas

Rumores informam que a Taiwan Semiconductor Manufacturing (TSMC) começou a produzir o processador A8 para o iPhone 6, no mês passado. A história publicada pela taiwanesa Commercial Times e repassada pela Agence France Presse, diz que a TSMC realmente selou o acordo em um contrato de três anos para fornecer chips A-series.

Ela começou a produzir os chip A8. E ao que tudo indica, será o próximo processador para o iPhone 6 e para o próximo iPad. A TSMC constrói também o Touch ID para os iPhones 5s. A empresa será responsável pela maior parte da fabricação de chips A8.

Esta medida permitirá que a Apple possa cortar a Samsung fora de sua cadeia de suprimentos. Atualmente, a Samsung é a única fornecedora de chips sob encomenda A-series da Apple, enquanto também é sua principal rival.

Segundo os rumores o A8 será um processador de 64-bits quad-core para processador e para gráficos, em quanto o A7 (processador do iPhone 5s) é quad-core para processador e dual-core para gráficos.

O Wall Street Journal disse em junho passado que a fabricante de iPhone havia assinado um acordo de chip para dispositivos iOs com a TSMC, diminuindo as sua dependência em relação a Samsung.

Como criar aplicativos para iOS – App para principiantes

Criar app no iOS pode parecer mais simples que você imagina, o mercado para aqueles que desenvolvem aplicativos móveis tem crescido muito nos últimos anos, e é fato que a Apple foi responsável por grande parte desse crescimento com o surgimento da App Store no iPhone, que atualmente é considerara a maior e mais rentável loja de aplicativos móveis.

Muitos tem interesse em aprender a criar seus próprios aplicativos e distribuí-los na App Store, porém não sabem por onde começar. Neste artigo então, estarei mostrando os primeiros passos para se tornar um desenvolvedor de aplicativos para iOS.

App Store iPad iOS 7

Logicamente não é possível se tornar um desenvolvedor da noite para o dia, pois requer muito aprendizado e prática, portanto não se frustre se você não conseguir criar um bom aplicativo logo de início. Lembrando também que desenvolver um aplicativo bem feito pode levar um bom tempo.

Antes de tudo, precisamos de alguns pré-requisitos básicos para começarmos a desenvolver aplicativos para o sistema operacional móvel da Apple. É fundamental ter a ferramenta Xcode, pois é nela que se trabalha com praticamente todo o desenvolvimento do aplicativo. Mas há um porém nisso tudo: O Xcode está disponível exclusivamente para Macs originais, portanto se você possui um PC com Windows, Linux, ou até mesmo um Hackintosh, não será possível desenvolver aplicativos para o iOS.

Xcode

Se você já tem um Mac, tudo certo, caso contrário precisará comprar um. Se você estiver realmente interessado em trabalhar com o desenvolvimento de aplicativos para o iOS, talvez seja interessante investir em um Mac novo. No Brasil, é possível comprar um Mac Mini por R$ 2.799, que possui configurações suficientes para trabalhar com o Xcode e receber as últimas atualizações do sistema.

Porém se você ainda não tem certeza do que pretende fazer, pode optar por comprar um Mac usado na internet. Há diversas opções de Macs usados com preços acessíveis em sites como o Mercado Livre que podem trabalhar tranquilamente com o Xcode, mas fique atento ao comprar um Mac usado, pois a ferramenta só funciona com a versão mais recente do OS X, portanto é necessário ter um Mac compatível com ela.

iMac

Para desenvolver aplicativos do iOS basicamente se utiliza a linguagem de programaçãoObjective-C, então recomendo que você adquira um conhecimento básico sobre a linguagem antes de trabalhar com o Xcode. Lembrando que toda a documentação da Apple e os códigos de programação são completamente escritos em inglês, portanto é fundamental ter conhecimento do idioma.

O Xcode pode ser baixado gratuitamente na Mac App Store e vem acompanhado com diversas ferramentas para auxiliar o desenvolvedor, como o iPhone Simulator que permite testar seus aplicativos do iOS no próprio Mac. Qualquer pessoa pode instalar o Xcode, mas não são todos que podem utilizar os recursos online ou para download completos da ferramenta.

Xcode Mac App Store

A Apple não permite que qualquer pessoa publique um aplicativo em sua loja, sendo que para isso é necessário se cadastrar no programa de desenvolvedores, o qual tem uma taxa de 99 dólares por ano. Os desenvolvedores cadastrados também podem testar seus aplicativos nos iPhones, iPods e iPads antes de serem publicados na loja, e também tem acesso as versões de testes (beta) do iOS.

Cadastro no Device Center para Desenvolvimento de aplicativos para iOS

Para se cadastrar, basta acessar o Portal de Desenvolvedores da Apple com seu ID Apple. Se você ainda não possui um, poderá criar ali mesmo uma nova conta gratuitamente.

Desenvolvimento de aplicativos para iOS

A partir de agora você terá que preencher todo o seu cadastro. Você deve obrigatoriamenteutilizar dados reais. Informe seu nome completo, endereço, email e telefone corretamente. No caso do número de telefone é necessário utilizar o código do país (no caso do Brasil, +55) e também o DDD de sua região.

Desenvolvimento de aplicativos para iOS

Existem diversos programas de desenvolvimento de aplicativos, tanto para Mac quanto para iOS. Certifique-se de selecionar o programa para iOS como desenvolvedor único.

Após enviar seus dados pessoais, serão exigidas as informações de pagamento. No caso, só é possível efetuar o pagamento do programa por meio de um cartão de crédito internacional. Lembre-se de que os dados pessoais devem ser exatamente os mesmos utilizados no cartão de crédito.

Se tudo foi preenchido corretamente, você verá uma mensagem informando que seu pedido será revisado. Antes de qualquer coisa, a Apple irá verificar se o seu cartão de crédito registrado é realmente válido para efetuar o pagamento do programa. O processo de verificação leva cerca de dois dias. Quando a verificação for concluída, você receberá um email com os passos seguintes.

Desenvolvimento de aplicativos para iOS

Confirmado o pagamento, todos os seus dados serão verificados por um processo super burocrático e demorado que pode levar cerca de 15 dias. Se tudo ocorrer sem problemas, você receberá outro email informando que seu pedido foi aprovado, precisando apenas que você confirme seu cadastro com mais alguns dados.

Desenvolvimento de aplicativos para iOS

Com sua conta de desenvolvedor já ativada, você poderá entrar no iOS Dev Center e acessar toda a documentação da Apple ensinando como trabalhar com grande parte dos códigos do iOS. Lá também é possível transferir as versões beta do iOS e do Xcode. Todos os certificados necessários para se publicar um aplicativo na loja também se encontram no iOS Dev Center.

Desenvolvimento de aplicativos para iOS

Para utilizar sua conta de desenvolvedor no Xcode, acesse o menu “Preferences” e depois a opção “Accounts”. Isso é fundamental para poder utilizar todos os recursos online ou para download da ferramenta.

Desenvolvimento de aplicativos para iOS

Para começar, crie um projeto no Xcode. Você pode selecionar alguns que já estão pré-definidos para alguma função específica, como por exemplo um aplicativo que use várias janelas em abas, ou também pode criar um projeto vazio.

Desenvolvimento de aplicativos para iOS

A partir disso, você já pode começar a programar seu aplicativo e também desenvolver sua parte visual no Storyboard.

Existem vários livros em português que ensinam passo-a-passo como desenvolver bons aplicativos para o iOS. Um dos mais recentes é o “Desenvolvendo para iPhone e iPad: Aprenda a desenvolver aplicativos utilizando o iOS SDK“, que conta com vários códigos para exemplos, tutoriais para utilizar determinadas APIs, entre outros. Também é possível encontrar na internet diversas vídeo-aulas de programação para iOS.

Em breve estarei publicando mais um artigo sobre desenvolvimento de aplicativos para iOS, desta vez, ensinando como publicar seu primeiro aplicativo na App Store.

Via ClicMobiles