Saiba como usar o bloqueio dinâmico do Windows 10 para proteger seu PC

O Creators Update do Windows 10 adicionou uma nova forma de manter o seu computador protegido. Trata-se do bloqueio dinâmico, que utiliza o pareamento via Bluetooth com um celular para determinar quando o usuário está perto ou não da máquina. Assim, não é mais preciso ter que se preocupar em bloquear o PC com senha toda vez que sai de casa ou do trabalho. Confira neste tutorial do TopNovas como ativar o Dynamic Lock e proteja seu computador.

Como o bloqueio dinâmico funciona? E o que é preciso?

Para usar o Dynamic Lock no Windows 10, o usuário precisa de um PC com conectividade Bluetooth e um celular com Android, iOS ou Windows Mobile. Feito isso, é necessário parear os dispositivos, conforme mostraremos a seguir, e mantê-los conectados constantemente. Enquanto o smartphone estiver por perto, o sistema manterá o computador desbloqueado.

Quando celular e PC perdem a conexão, o bloqueio dinâmico entra em ação, “trancando” o sistema operacional e exigindo a senha (se ativada) para o uso. Antes de ativar o recurso, contudo, o usuário deve levar em consideração o campo de alcance da conexão Bluetooth, que normalmente é de até 10 metros.

Como usar o bloqueio dinâmico

Etapa 1. Pareando o PC e o celular

1. Abra as configurações do Windows e clique em “Dispositivos”;

2. Na guia “Bluetooth e outros dispositivos”, clique na chave para ativar o Bluetooth;

3. Clique em “Adicionar Bluetooth ou outro dispositivo”. Nesse momento, confira se o Bluetooth do celular está ativado e visível;

4. Clique na opção “Bluetooth” na janela que se abre;

5. O Windows começará a procurar pelos dispositivos próximos e exibirá uma lista. Clique no seu celular;

6. Durante o pareamento, tanto o PC como o celular mostrarão um código, que deverá ser o mesmo em ambos. Caso esteja tudo certo, confirme;

7. Caso esteja tudo certo, o Windows confirmará a conexão. Clique em ”Concluído”;

Dica. Após parear o seu celular com o PC, é possível ligar o Bluetooth e fazer a conexão a partir da central de ação do Windows. Basta acessar na barra de tarefas ou usar o atalho “Tecla Windows + A”

Etapa 2. Ativando o bloqueio dinâmico

1. Volte à página inicial das configurações do Windows e clique em “Contas”;

2. Selecione a guia “Opções de entrada”;

3. Role a tela e marque a opção “Bloqueio Dinâmico”;

Pronto! Agora o seu computador será bloqueado sempre que você sair do campo de alcance do Bluetooth.

Smartwatch Polar M600

Smartwatch esportivo à prova d’água, o Polar M600 é o mais recente lançamento da marca finlandesa no Brasil. Utiliza plataforma Android Wear para smartwatch do Google e conta com tecnologia de frequência cardíaca óptica da Polar, que fornece a medição baseada em pulso por meio de seis LEDs , além de GPS integrado, monitoramento de atividade 24 horas por dia e todos os recursos do Polar Smart Coaching.

O Polar M600 possui um design estiloso e elegante, com tela touch colorida de 1,3 polegadas, botão frontal para controlar o treino de forma rápida e fácil, e pulseira de silicone. A bateria tem autonomia de mais de 48 horas quando conectado a dispositivos Android.

Além das informações sobre treinamento, atividades diárias e exercícios, é possível utilizar controle por voz, personalizar o mostrador de relógio, visualizar notificações de calendário, responder mensagens de texto e instantâneas com um smartphone Android, visualizar feeds de redes sociais e acessar mais de quatro mil aplicativos no Google Play. Para isso, o Polar M600 oferece 4GB de armazenamento interno e permite sincronizar músicas do Google Play para ouvir sem o smartphone.

A previsão é que o Polar M600 esteja disponível para compra na loja virtual da marca e em redes de artigos esportivos já a partir deste mês de abril.

Preço sugerido: R$ 1.699

Câmera: Garmin VIRB Ultra 30

A Garmin VIRB Ultra 30 conta com controle de voz, uma tela intuitiva de LCD touchscreen, streaming ao vivo com um toque, estabilização de imagem de 3 eixos, entre outras funções. A simplicidade da câmera de ação permite que os caçadores de adrenalina se concentrem no seu esporte ou atividade favorita sem operações complicadas.

Além de gravar vídeos Utra HD em 4K/30fps ou em câmera lenta em 720p/240fps, a câmera também possui capacidade de tirar fotos nítidas usando 12MP. Além disso, a estabilização de imagem de 3 eixos mantém uma filmagem constante independentemente do terreno.

A Garmin VIRB Ultra 30 aceita um cartão microSD4 e inclui um microfone de alta sensibilidade que registra cada momento — mesmo quando a câmera está dentro da caixa estanque inclusa.

O visor de LCD touchscreen também foi projetado para funcionar dentro e fora da caixa estanque para permitir aos usuários personalizar as configurações e visualizar o que está sendo gravado.

Além disso, a caixa estanque possui uma lente com revestimento anti-reflexo e repelente à água para registrar vídeos cristalinos em ambientes aquáticos.

Preço sugerido: R$ 3.299,00

Roteador D-Link DIR-879 é potente e rápido, veja preço

O roteador DIR-879 é ótimo quando falamos em alcance e potência do sinal, que é uma das maiores dificuldades de boa parte dos roteadores que encontramos atualmente no mercado. Ele também é extremamente fácil de configurar, ao ponto que pode decepcionar alguns usuários mais avançados.

O Smart Connect é uma solução interessante para lidar com bandas múltiplas de Wi-Fi, mas não é a melhor alternativa para maximizar o desempenho da rede.

A interface web para configurações do roteador também é altamente amigável e agradável, ainda que, novamente, peque pelo excesso de simplicidade. Eu já tive que lidar com algumas interfaces horríveis para fazer ajustes em roteadores no passado, e fiquei positivamente impressionado pelo fato de que finalmente as fabricantes entenderam que conceitos básicos de design também se aplicam nestas ocasiões, tornando a navegação pelas opções muito mais tranquila.

Entre as facilidades estão o fácil acesso à lista de dispositivos conectados à sua rede, que permite identificar com facilidade se, por um acaso, algum vizinho espertinho está sugando sua conexão, e a configuração de QoS (sigla em inglês para “qualidade de serviço”), recurso que permite estabelecer prioridades de tráfego. Se você quiser, pode configurá-lo para que seu console de videogame receba prioridade sobre o seu celular quando for necessário, por exemplo, ou para favorecer um download no PC ao mesmo que reserva um pouco de espaço para conseguir assistir à Netflix na sua smart TV. A ideia do QoS é garantir que quem precise de mais tenha mais, e quem precise de pouco ainda receba um mínimo confortável para seguir funcionando bem.

Já em termos de velocidade, o aparelho é intermediário. Além de quatro portas Ethernet gigabit, ele oferece duas bandas de Wi-Fi: a primeira alcança 600 Mbps na rede de 2,4 GHz, e a outra chega a 1,3 Gbps na rede de 5 GHz. Os números, no entanto, refletem o máximo teórico que o roteador pode alcançar, enquanto a vida real traz valores um pouco mais modestos.

Em curtas distâncias, a velocidade da banda de 2,4 GHz ficou na casa dos 150 Mbps, e, na de 5 GHz, foram alcançados 600 Mbps. Enquanto isso, em distâncias mais longas, as velocidades ficaram em 70 Mbps e 400 Mbps. Lembrando sempre que essas taxas de transferências são referentes ao seu uso de rede local; para navegação de internet, você ainda será limitado pelo plano contratado com sua operadora.

PREÇO DO ROTEADOR

Foi possível encontrar o modelo no varejo variando entre R$ 800 e R$ 1.000, o que não é barato a se pagar por um roteador. O valor, apesar de alto, é compatível com o que o restante do mercado oferece no Brasil em termos de roteadores AC1900. Então, se ele não é barato, pelo menos também não é mais caro que a média, o que o transforma em uma boa opção se você procura algo um pouco mais potente.

Notebook – HP Spectre 13: valor, características e detalhes

A HP tem realizado um trabalho impressionante no desenvolvimento dos modelos premium, que utilizam não só um logótipo novo mais estilizado, como linhas de design mais elegantes, uma fabulosa qualidade de construção e materiais de topo.

O novo HP Spectre 13 é um claro exemplo de todo esse empenho, não fosse o facto de este ser, até ao momento, o computador portátil mais fino do mundo, com apenas 10,4 milímetros de espessura, superando o já de si impressionante MacBook Air, a referência de mercado com os seus 17 milímetros.

Para tal a HP teve de recorrer a materiais como a fibra de carbono e alumínio, que além de conferirem um toque impressionante, garantem um aspecto verdadeiramente premium. A contribuir para essa sensação está o ecrã de 13,3 polegadas de resolução FullHD (1920 x 1080) todo ele coberto por um vidro Corning Gorilla Glass, o teclado retroiluminado, touchpad em vidro, as grelhas do sistema de som de altifalantes duplos da Bang & Olufsen, e os acabamentos com dois tons, com a lombada em cor de cobre.

Este poderá ser o elemento que dividirá as opiniões, mas não deixa de ser um elemento diferenciador para um modelo já de si único. Mas para se conseguir realizar o feito de conseguir colocar todos os componentes necessário de um computador portátil no interior deste minúsculo chassis, a HP teve de recorrer a soluções como a utilização exclusiva de portas USB 3.1 do tipo C (inclusive a ligação do alimentador externo) e técnicas inovadoras como o sistema de dobradiça em pistão para o mecanismo de movimentação do painel do ecrã. Há também o sistema de arrefecimento hiperbárico que permite, em vez de se limitar a extrair o ar quente para o exterior, aspira ar fresco para o interior do equipamento, arrefecendo assim o processador de forma mais eficaz. Este ponto é particularmente importante se tivermos em conta que este HP Spectre 13 conta com a presença de um poderoso Intel Core i7 6500U de 2,5 GHz, que pode funcionar até 3,1 GHz usando a tecnologia Turbo Boost da Intel, que conta igualmente com a controladora gráfica Intel HD Graphics 520 integrada.

Juntamente com este processador encontrará no interior desta máquina 8 GB de memória RAM DDR3 e 512GB de espaço interno para armazenamento, sendo este do tipo SSD M.2 com suporte para a tecnologia NVMe da Intel, razão pelo qual este HP obteve resultados tão interessantes nos testes do PCMark 8, excepto no teste de autonomia, mas um resultado previsível se tivermos em conta o pouco espaço disponível para uma bateria de maior capacidade.

Valor sugerido: R$ 6696

Características:

Processador: Intel Core i7 6500U 2,5 GHz (até 3,1 GHz)
Memória RAM: 8 GB
Disco: 512 GB SSD
Gráfica: Intel HD Graphics 520

PCMark 8 (Home) PCMark 8 (Work) PCMark 8 (Battery) 3DMark (Cloudgate)
2822 3093 168 minutos 5574

PC Dell Optiplex 3240 All-in-One

A gama Optiplex 22 3000, neste caso representado pelo 3240, é o primeiro computador All-in-One da Dell equipado com um ecrã táctil de apenas 22 polegadas, tornando-o mais acessível para uma utilização menos exigente, como em postos de atendimento a clientes (tanto no privado como sector público), ou simplesmente para os seus filhos usarem para fazer os trabalhos da escola, que está prestes a começar.

Visualmente este Opliplex não prima pelo design, sendo este algo conservador, revelando uma imagem mais profissional. O mesmo se pode afirmar da sua qualidade de construção, ao permitir, de forma relativamente fácil face a outros modelos All-in-One, aceder e actualizar os componentes no seu interior, bastando para tal abrir a tampa traseira do monitor e remover, através dos encaixes existentes, as protecções que escondem a motherboard com chipset Intel H110, processador Intel Core i5-6500 de 3,2 GHz (pode atingir os 3,6GHz em modo Turbo), 4 GB de memória DDR3 e um disco rígido de 500 GB SATA.

Pena a memória ser apenas um módulo de memória, limitando assim o desempenho do sistema, visto não se tirar partido da largura de banda do controlador de memória de dois canais. Em termos gráficos, este equipamento está limitado à controladora integrada Intel HD Graphics 530, o suficiente para uma utilização quotidiana, mas limitada caso pretenda correr algum processo mais exigente.

De resto, destaque para o monitor de 21,5 polegadas, que além da resolução Full HD (1920 x 1080) e da excelente qualidade de imagem, proporcionada pelo ecrã do tipo IPS (que garante boa reprodução das cores e amplos ângulos de visualização), que suporta a interacção por toque, sendo o sensor táctil bastante preciso.

Valor sugerido: R$ 3165

Características:

Processador: Intel Core i5 6500 3,2 GHz (até 3,6 GHz)
Memória RAM: 4 GB DDR3
Disco: 500 GB HDD
Gráfica: Intel HD Graphics 530
Ecrã: 22 polegadas (1920×1080 pixéis)

PCMark 8 (Home) PCMark 8 (Work) 3DMark (Firestrike) 3DMark (IceStorm) FarCry 4 (1920×1080 Very High) Metro L.L (1920×1080 DX11 Very High AF 16x)
2849 2792 1148 31827 8,12 7,83 fps

LG G6 LG tem 5,7 polegadas, marca diz que serviços como Netflix e Amazon Prime Vídeo é sua especialidade

O aguardado smartphone LG G6 está um passo mais perto de ser lançado no Brasil. O novo celular top de linha da empresa coreana apresentado na semana passada em Barcelona, durante a Mobile World Congress já está homologado na Anatel. Agora é só uma questão de tempo para o seu lançamento oficial no país.

A tela tem 5,7 polegadas com proporções 18:9, o que a faz ser um pouco mais larga do que as tradicionais telas de 16:9 dos celulares do mercado. A distribuição, porém, torna o G6 um aparelho ideal para funções multitarefas, já que essa proporção divide a área de exibição em dois quadrados. É, inclusive, um modelo de distribuição que vem sendo adotado pela indústria de entretenimento, e a LG diz que serviços como Netflix e Amazon Prime Video estão se voltando a esse formato.

Ao contrário do que aconteceu em 2016, no entanto, a versão do G6 que o Brasil receber não deve ser mais fraca do que a edição internacional. Para quem não se lembra, o G5 chegou ao país com o “sobrenome” SE, que, na prática, significava menos memória RAM e um processador inferior, mantendo o preço de top de linha. Quando comparado a outros modelos na faixa de preço que não tiveram suas especificações reduzidas, o G5 SE acabou ficando para trás.

O que nos leva a acreditar que o mesmo erro não será repetido em 2017 é o fato de que o modelo homologado é o LG-H870, que é exatamente o mesmo aparelho que estava em exibição em Barcelona, com as mesmas configurações.

Ainda durante a MWC, houve a previsão de que o G6 seria lançado no Brasil em maio. Com a homologação, que é a última barreira legal para o celular ser distribuído no Brasil, parece que tudo está nos trilhos para o lançamento ocorrer na data prevista.

O que esperar do G6?

A lente grande angular permite capturar mais dos arredores das fotos. Com isso, ela é um pouco mais voltada para fotos de paisagens ou multidões. A outra lente, por sua vez, é mais fechada e se assemelha a uma lente tradicional. Ela acaba sendo mais adequada para retratos e para fotografar detalhes.

Na parte da frente, o aparelho vem com uma câmera de 5 MP e uma lente de ângulo um pouco mais aberto que o normal — ela tem f/2.2 e 100º. Essa mudança na lente é para fazer com que ela capture mais do espaço em torno do usuário, e facilita na hora de tirar selfies em grupo. Por outro lado, pode acabar distorcendo o rosto do usuário, caso ele tire uma selfie de perto demais.

Fora isso, o aparelho possui um processador Snapdragon 821 e 4 GB de RAM, que devem garantir uma performance bastante adequada ao aparelho. A bateria do smartphone, com 3.300 mAh, também promete uma boa duração.

A resolução dessa tela é de 2.880 por 1.440 pixels (com 564 ppi), o que faz com que ela seja levemente superior ao Quad HD de aparelhos como o Galaxy S7 Edge, da Samsung.

Outra diferença marcante está na configuração das câmeras do dispositivo. O G6 tem duas câmeras na sua parte traseira, seguindo a tendência lançada por seu antecessor (e que a Apple usou no iPhone 7 Plus). São dois sensores de 13 MP, um deles associado a uma lente normal, com abertura f/1.8 e 71º, e outro a uma lente grande angular, com f/2.4 e 125º.

 

Câmera – Canon EOS 5D Mark IV

Embora a Canon não precisasse de lançar esta DSLR, tendo em conta as excelentes EOS 5Ds e 5Ds R lançadas, a realidade é que a Mark IV da histórica EOS 5D chegou e com argumentos mais que suficientes para voltar a colocar a Canon na ribalta do mercado da fotografia profissional.

O novo sensor de imagem CMOS Full Frame com 30,4 MP consegue ser suficientemente rápido para usar em todo o tipo de ocasiões, desde as pausadas fotografias de paisagens, retratos e casamento, à azáfama do fotojornalismo desportivo, graças a uma capacidade de captação em modo contínuo de sete fotogramas por segundo.

A esta velocidade de captação junta-se a elevada rapidez e a eficácia dos novos modos de focagem automática, que combinam um sensor específico de focagem com 61 pontos (21 dos quais do tipo cruzado) com o sistema Dual Pixel AF, com detecção por fases no próprio sensor. Isto faz da Canon 5D Mark IV uma máquina que é tão rápida a focar quanto uma moderna compacta de lentes intermutáveis (mirrorless), com a vantagem de conseguir focar em situações com baixa (até mesmo péssima) luminosidade.

Sensor dinâmico

Mas justiça seja feita: é com boa luz que esta EOS se destaca, especialmente no exterior, graças ao elevado alcance dinâmico do sensor. Aqui tivemos uma agradável surpresa, devido à presença do sistema de conversão DAC integrado no sensor (igualmente usado na EOS 80D e 1DX Mark II). Isto permite manter as imagens com bastante detalhe, mesmo nas altas luzes e nas sombras, dispensando assim o uso de HDR, modo que a Canon ainda não conseguiu aperfeiçoar como a Sony fez com as suas Alpha.

Com uma sensibilidade ISO que varia entre 100 e 32 000, expansível a 50-102 400, este sensor consegue manter imagens livres de ruído e perfeitamente utilizáveis até níveis bastante elevados como 3200. Isto torna-a muito prática para usar mesmo em situações onde terá de explorar a iluminação ambiente existente.

Funcionalidades-extra

Igualmente importante foi a introdução de um vasto conjunto de novidades, como ligação USB 3.0, GPS com altímetro, Wi-Fi com NFC, ecrã táctil de 3,2 polegadas de elevada resolução (infelizmente, é fixo) e isolamento contra elementos (poeiras e humidade) significativamente melhorado.

A Canon 5D Mark IV pode ainda gravar vídeo em 4K (de 30 a 24 fps), ou FullHD (de 60 a 24 fps), com amostragem de cores (interna) 4:2:2 de 8 bits. Embora vendida sem objectiva, pude experimentar esta 5D Mark IV com a nova Canon EF 24-105mm f/4 L IS USM II (1290 euros), que se destaca pela enorme versatilidade e excelente qualidade das imagens captadas.

Monitor AOC Agon AG271QX – Preço e ficha técnica

Este novo monitor para jogos da AOC tem um ecrã de 27 polegadas TN de alta velocidade que é capaz de reproduzir imagens a 2560 x 1440. O Agon é todo em plástico preto, mas, como não poderia deixar de ser num monitor para jogos, está cheio de ângulos agudos e apontamentos em vermelho que lhe conferem um aspecto mais agressivo do que um monitor pensado exclusivamente para dar conta das folhas de cálculo do Excel.

Uma característica interessante que a AOC decidiu incluir neste monitor (e que, francamente, não percebo porque é que ainda ninguém se tinha lembrado dela) foi a adição de um pequeno keypad que serve para dar acesso rápido aos controlos do monitor, em vez de se andar, como é hábito, à procura deles a toda a volta do rebordo do ecrã.

Tecnicamente, este monitor é compatível com a tecnologia Freesync da AMD. Oferece uma taxa de actualização da imagem que pode ir até aos 144 Hz e tem um ângulo máximo de visualização de 170 graus. As entradas disponíveis são: D-Sub, DVI, HDMI, MHL, Displayport e, à direita, duas USB com a funcionalidade ‘fast charge’ para carregar rapidamente smartphones e outros dispositivos. Os materiais usados e a qualidade de montagem do Agon AG271QX são muito bons, é uma máquina versátil.

A qualidade da imagem é bastante boa e mesmo em situações de reprodução de imagem em grande velocidade não há perda considerável de qualidade na imagem. No entanto, falta-lhe algum recorte, principalmente quando se está no ambiente de trabalho do Windows.

Uma busca rápida no comprador de preços KuantoKusta indica que se consegue encontrar este monitor a um preço médio de 640 euros. Para esta máquina, não é um valor escandaloso, principalmente se levarmos em conta a versatilidade a adequação à função.

Valor sugerido: R$ 2020

Características:

Tamanho do ecrã: 27 polegadas
Formato: 16:9
Brilho máximo: 350 cd/m2 (type)
Ângulo de visão máximo: 170/160º
Tempo de resposta: 1 ms
Resolução: 2560 x 1440 @ 144 Hz

PC Thermaltake Core P3 Snow Edition Review e preço

Thermaltake Core P3 Snow Edition. Lançada como forma de responder às críticas feitas à sua primeira Core P5, a nova Core P3 apresenta-se como uma das mais originais e, quiçá, revolucionárias caixas actualmente à venda no mercado.

Utilizando a estrutura traseira como base, esta permite que possa criar um computador de formato ATX, podendo colocá-lo na vertical, na horizontal ou, se desejar e tiver bons parafusos e umas buchas robustas, colocar na parede, tornando o seu PC numa espécie de decoração única para o seu quarto/escritório.

Pelo nome da caixa é fácil de depreender que se tratar de um modelo totalmente branco (Snow Edition), existindo quatro pilares nas extremidades que permite colocar um painel de acrílico transparente frontal para proteger os seus componentes. Em termos de montagem dos componentes, aqui terá que dar uso à sua imaginação, pelo menos em termos de colocação dos discos, existindo um local interno onde poderá colocar dois disco de 2,5” e dois de 3,5”, ou então usar um local externo que poderá acomodar dois discos de 3,5” ou três de 2,5”.

Esta solução externa só poderá ser usada caso não utilize um circuito de arrefecimento líquido, uma vez que esta localização é o local indicado pela Thermaltake para a colocação dos radiadores, que podem ter entre 120 a 480 mm. Outra particularidade curiosa é o facto de ser possível instalar a placa gráfica de forma tradicional, ficando na perpendicular com a posição da motherboard, ou caso deseje, usar o conector PCI-Express adicional, que permite colocar a placa gráfica numa posição paralela com a motherboard, tornando o aspecto do seu computador mais original, sem qualquer tipo de perda de desempenho, visto esta solução servir de uma mera extensão à porta PCI-Express principal do seu sistema.

Valor sugerido de: R$ 471

Características:

Dimensões: 512 x 470 x 333 mm
Peso: 10,3 kg
Ligações: 2 x USB 3.0, 2 x USB 2.0, 1 áudio/mic
Slots de expansão: n/d
Baias de unidade de disco: 2x 2,5” e 2x 3,5” (interno) / 3x 2,5” e 2x 3,5” (externo)
Suporte para fonte de alimentação: ATX
Compatibilidade com ventoinhas: 120 a 140 mm